Mais de 80% dos estudantes LGBT em Nova York já sofreram preconceito na escola, diz estudo

Sem categoria
23 de março de 2013
por Genilson Coutinho

O estado de Nova York é considerado tradicionalmente liberal em relação à orientação sexual de seus habitantes, mas a fama pode não se estender ao sistema educacional. Uma pesquisa recente mostrou que a maioria dos estudantes LGBT ( Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) no colégio já sofreram assédio.

Um relatório divulgado pelo “Gay, Lesbian, and Straight Education Network” (GLSEN), baseado em pesquisas feitas em 2011, afirma que 81% dos estudantes LGBT já sofreram algum tipo de abuso verbal devido à sua orientação sexual, enquanto 29% experimentaram abusos psicológicos e 13% declararam terem sofrido violência física.

Nove entre dez estudantes disseram já ter ouvido outros colegas fazendo comentários preconceituosos ou negativos sobre o grupo pesquisado. E seis a cada dez estudantes LGBT não se sentem seguros na escola.

“Embora tenhamos visto alguns progressos nacionais nesses 14 anos desde que começamos essas pesquisas, ainda há muito trabalho para assegurar que todas as escolas de Nova York sejam ambientes seguros e acolhedores para os estudantes LGBT” afirmou Eliza Byard, diretora executiva da GLSEN, em um comunicado.
Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. Com informações do Globo