Maioria dos soteropolitanos aprova união civil homossexual, aponta pesquisa do CORREIO

Sem categoria
3 de outubro de 2011
por Genilson Coutinho

Em um levantamento feito com 601 pessoas, realizado entre 30 de agosto e  3 de setembro pelo instituto Futura, parceiro do CORREIO, o maior índice de aprovação à decisão dos ministros do STF foi detectado entre os moradores do Cabula, onde 65,7% dos entrevistados se disse favorável. Estes números foram apontados na pesquisa sobre Traição e Homofobia publicada nesta semana no Correio*.

Nas perguntas sobre homofobia, 37,3% dos entrevistados afirmaram ser a favor da relação entre pessoas do mesmo sexo, 26,3% são contra e 36,1% indiferentes. Entretanto, 54,6 % disseram apoiar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de reconhecer os mesmos direitos dos casais heteros para casais gays. Um total de 38,8% disse que é contra a decisão. Mas somente 34,8% das pessoas acreditam que o preconceito diminua após o reconhecimento do STF, enquanto 42,9% acham que nada vai mudar e 20,1% dizem que o preconceito vai aumentar.

O maior índice de aprovação à decisão dos ministros foi detectado entre os moradores do Cabula, onde 65,7% dos entrevistados se disse favorável. Em segundo lugar aparece o Rio Vermelho, com 64,4%, e depois Brotas (63,5%).

A região que menos aceita a união civil homossexual é a de Itapagipe, com 52,5% de rejeição. O levantamento mostra também que 47,3% dos entrevistados aprovam que casais gays adotem crianças, seguidos de 41,3% que são contra e 10,3% indiferentes.

Com informações do Correio*