Maior concurso de beleza gay do Brasil retorna após quatro anos

Notícias
13 de abril de 2017
por Genilson Coutinho

dsc_2846

Foram quatro anos de saudade. Mas finalmente, em 2017, o Miss Brasil Gay, maior concurso gay do país, retorna para transformar a cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, no apogeu da beleza e do glamour gay.

Raika Bittencourt Miss 2011 (Foto: Genilson Coutinho)

A edição de 2017 vai acontecer no dia 19 agosto, no estádio Sport Clube, sob a organização e direção  de André Pavam. As regras permanecem as mesmas: podem competir rapazes a partir de 18 até 38 anos, sem nenhuma intervenção cirúrgica  ou hormonal.

Em 2010 Shayene Kathryn representante da Bahia ficou com o 2º lugar. (Foto: Genilson Coutinho)

Os coordenadores já estáo na corrida das etapas estaduais, para a escolha das representantes que disputarão a sucessão da ainda Miss Brasil Sheila Veríssimo.

1174792_612460695465297_601683186_n

Hiato e programação

Sem apoio para acontecer desde 2013, este ano o concurso ressurge com apoiadores do calibre de Governo do Estado de Minas Gerais, Branco do Brasil, Prefeitura Municipal de Juiz de Fora e Governo Federal .

E se a ideia é vir com força, o evento estará com tudo. Para a mesma semana estão programadas a Semana da Diversidade e a Parada LGBT local.

Além do espetáculo das concorrentes, nomes de peso da arte transformista, como Mitta Lux, já estão sendo sondados para animar a grande noite. Agora é aguarda as novidades.


Tradição

O Miss Brasil Gay  nasceu de uma brincadeira entre amigos em 1977 e, ao longo dos anos, foi crescendo. Na época a Escola de Samba Juventude Imperial passava por uma crise e, para ajudar a agremiação, Chiquinho Mota criou o evento, que se tornou oficial e passou a acontecer todos os anos, sempre em agosto.  Este ano o Miss Brasil Gay completa 40 anos.