Madero une arte, arquitetura e gastronomia

Gastronomia, No Circuito
29 de outubro de 2017
por Genilson Coutinho

O Madero decidiu unir arte e gastronomia para atender uma necessidade operacional dos restaurantes no modelocontainer em todo o Brasil. Em determinadas regiões do país, algumas unidades apresentam a necessidade pontual de mais espaço para atender aos clientes. Como criar uma estrutura extra e que pudesse ser separada do container principal sem comprometer a operação padrão? “Com arte e criatividade, porque a arte sempre agrega valor”, explica a arquiteta Kethlen Ribas Durski, responsável por todos os projetos arquitetônicos do Madero.

Os restaurantes no modelo Madero Container são construídos com containers reaproveitados, já que a sustentabilidade é uma das preocupações do chefe presidente do Madero, Junior Durski. “É um processo ambientalmente responsável, pois utilizamos containers que não podem mais ser usados no transporte de carga, mas que ainda são úteis para a construção civil. Nossa ideia é sempre tirar o máximo da forma e do conceito industrial do container“, diz. O Madero é pioneiro em utilizar containers como um restaurante, pois apresentam uma série de vantagens, desde custo até funcionalidade.

Cada projeto do Madero aumenta a vida útil do container de 8 para 100 anos, o custo operacional chega a ser 75% menor do que um restaurante no modelo SteakHouse (que leva quatro meses para ficar pronto, enquanto o projeto do container leva apenas 21 dias para ser executado), além de ser uma obra limpa. A arquiteta Kethlen Ribas Durski utiliza a cor conceito do Madero nas paredes do container, e no projeto agrega eletrocalhas, dutos e luminárias aparentes, e muitamadeira, que são a identidade da marca.

O Madero Container Grafitado é mais uma alternativa de uso criada pela rede de restaurantes, e tem a mobilidade e a urbanidade em seu DNA. Trata-se de um único container, com capacidade para 30 pessoas, revestido com arte. “Transformamos o container em uma grande tela para apresentar os trabalhos de artistas locais e nacionais. Além da valorização da cultura, esse projeto valoriza a cena urbana, trazendo cor e movimento para as nossas unidades Container”, destaca a arquiteta.

De acordo com o chef e presidente da rede de restaurantes Madero, o novo modelo promove uma maior integração dos clientes com o ambiente ao redor do container.”As grandes aberturas em vidro, a madeira e a identidade visual manifestam questões importantes para a marca, como integração e inclusão. Além disso, é uma estrutura que vai trazer ainda mais conforto para nossos clientes devido ao espaço adicional”, afirma o chef.

O primeiro Madero Container Grafitado foi inaugurado em junho, em Novo Hamburgo (RS). O container foi decorado com a obra do artista paranaense Gustas, um dos expoentes da nova geração de artistas plásticos brasileiros. “Meu objetivo foi mostrar que as diferenças podem e devem coexistir em harmonia, no mesmo espaço. Por isso, usei a Linguagem Brasileira de Sinais para expressar o quão longe podemos ir com a inclusão”, explica Gustas.

Na obra, os personagens aparecem fazendo gestos em Libras que expressam uma saudação – “Olá” – e três verbos diretamente associados ao negócio do Madero – “inovar”, “cuidar” e “servir”. Segundo Kethlen, nesse projeto, a arte estará sempre presente para transmitir mensagens que contribuam para tornar o mundo um lugar melhor.

Além de Novo Hamburgo (RS), Gustas também foi o responsável pelo  MaderoContainer GrafitadoMinas Shopping, em de Belo Horizonte. Na capital mineira o tema foi reciclagem, em cada face do containeré trabalho uma cena onde existe uma ameaça de poluição e o material reciclável tenta conter de alguma forma o mal iminente.

Em agosto ficou pronto o Madero Container Itupeva (SP). Nele, o curitibano, tatuador e grafiteiro Henrique Véio utiliza o estilo “Linha Dura”, unindo a arte marginal da rua, o grafite e a tatuagem para trabalhar a ideia de inclusão.

“Internamente, o Madero Container Grafitado oferece aos clientes da marca o mesmo conforto do Madero Container. Queremos que cada projeto seja uma tela diferente, personalizada, com uma mensagem especial, que traduza a maneira que o Madero vê o mundo”, detalha a arquiteta.

O Madero Container

O Madero Container foi lançado pelo chef Júnior Durski, em 2014, como um dos principais focos da expansão da rede no Brasil e hoje já conta mais de 35 unidades no país. Como o próprio nome sugere, é construído em containers reaproveitados, já que a sustentabilidade é uma das marcas da rede. O cardápio é mais enxuto que o tradicional das Steak Houses e segue o modelo fast casual­– no qual o cliente faz o pedido diretamente no caixa–, com entradas, sanduíches e sobremesas. Para facilitar as escolhas dos clientes, o Madero Container também oferece combos com opções de cheeseburgers, batata frita e refrigerante.