Lutador perde patrocínio da Nike após dizer que gays são ‘piores que animais’

Notícias
18 de fevereiro de 2016
por Redação

(Foto: Reprodução)

O boxeador Manny Pacquiao, 37 anos, teve o contrato com a Nike rompido pela fornecedora esportiva depois de declarações homofóbicas em entrevista a um canal de TV da Filipinas. O lutador afirmou que os homossexuais são “piores que animais”.

“Nós achamos os comentários de Manny Pacquiao detestáveis. A Nike fortemente se opõe à discriminação de qualquer forma e tem uma longa história de apoio à comunidade LGBT. Nós não temos mais nenhum relacionamento com Manny Pacquiao”, diz o comunicado da Nike.

Depois da polêmica, Pacquiao se desculpou pelas declarações em suas redes sociais. “Peço perdão por ter prejudicado gente comparando os homossexuais com animais. Ainda sou contra o casamento entre gente do mesmo sexo pelo que diz a Bíblia, mas não estou condenando os LGBTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais)”, escreveu o boxeador.