Música

Lui lança “é foda”: música manifesto para falar de preconceitos

Genilson Coutinho,
16/08/2021 | 12h08
Foto: Divulgação

  “…Ver o filho chorar e a comida não ter; Ver a menina apanhar e atitude não ter; No país que mais mata travesti viver; A cada 2 horas uma mulher vai morrer.” Estes são os primeiros versos de É FODA, a nova música de LUI (@luizantoniosenajr), que chegou sexta nas plataformas de música juntamente com clipe dirigido por Fred Soares, através da Candyall Music e que integra o EP “EU SOU AMOR”, que será lançado em Outubro.

Através de suas músicas, LUI vem afirmando temas que permeiam as muitas situações de preconceito e estigma relacionados à comunidade LGBTIQAP+ e ao HIV, minorizadas socialmente. Agora, aposta nesta manifestacanção, de sua autoria em parceria com Roquildes Junior e produzida por Bruno Michel, para evocar questões que atravessam o cotidiano do povo brasileiro fragilizado diante do contexto atual: fome, miséria, corrupção, homofobia, violência contra a mulher, racismo, descaso e vulnerabilidade, dentre outras.

“O Brasil, cada dia mais, coleciona tragédias, alcança o topo nos rankings de violência, de negação aos direitos humanos, de validação da vida. Mas a gente (preta, LGBTQIA+, positiva, periférica, nordestina, etc) não baixa a cabeça, de um jeito ou de outro agenciamos os afetos e driblamos o sistema, escrevendo nossas histórias de afirmação. Precisamos reconhecer nossa potência e fazer ecoar isso que é alimento pra autoestima de nossa gente brasileira”, afirma LUI.

No clipe, já está disponível no youtube.com/LUI_eusouamor, diversos personagens da vida real protagonizam cenas que expressam suas vivências e legitimando seu lugar no mundo, de forma potente e afirmativa.

Instagram: @luizantoniosenajr

Youtubem.com/LUI_eusouamor