Notícias

Livro “O Casulo de Dandara” será lançado nesta quinta-feira (31) no Casarão da Diversidade

Genilson Coutinho,
31/10/2019 | 12h10
Vencer a narrativa transfóbica de que as pessoas trans e travestis são culpadas pelas violências que sofrem simplesmente por serem quem são é um dos objetivos do livro “O Casulo Dandara”. A obra conta a história do assassinato de Dandara dos Santos e foi escrito pela investigadora de polícia Vitoria Holanda. O lançamento acontece em Salvador nesta quinta-feira (31) durante o Halloween Literário.
O evento começa às 17h no Casarão da Diversidade e além do lançamento, haverá também sessão de autógrafos com Holanda e outros autores presentes recitarão poesias de resistência. A atividade é iniciativa do Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT da Bahia (CPDD-LGBT), vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), com a Editora CeNE e apoio do site Dois Terços.
Vitória Holanda, autora da obra e investigadora policial do caso, é também amiga de infância da vítima. “Sempre tive certeza que o livro ia ser um sucesso. Estou falando da vida de um ser humano que estudava, brincava, tinha amigos, projetos, sonhos. Era uma pessoa, tinha vida, merecia dignidade”, conta.
O assassinato de Dandara ocorreu em 15 de fevereiro de 2017, no bairro Bom Jardim em Fortaleza, mas só se tornou público 16 dias depois, quando dois vídeos do ocorrido começaram a circular nas redes sociais. O Brasil ainda é o país que mais registra assassinatos de LGBT e em especial de pessoas trans. O caso de Dandara teve grande repercussão no Brasil e no mundo dado os requintes de crueldade e a viralização de vídeo do seu linchamento público.