Livro em homenagem as mulheres do axé será lançado nesta terça-feira (2)

Sem categoria
2 de abril de 2013
por Genilson Coutinho

Duzentas personalidades femininas de terreiros de candomblé da Bahia são destaque no catálogo Mulheres de Axé, cujo lançamento acontece nesta terça-feira (2). A publicação reúne textos e fotos sobre a trajetória de Yalorixás e outras lideranças religiosas na luta pela preservação das tradições, cultura e valorização das religiões de matriz africana. Mãe Stella e Ebomi Nice estão entre as homenageadas . O ato de lançamento será realizado no Forte Santo Antônio Além do Carmo, a partir das 18hs. A iniciativa é uma parceria do governo do Estado, através das secretarias de Políticas para as Mulheres (SPM), Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Casa Civil,  com Coletivo de Entidades Negras (CEN) e ONG Ação pela Cidadania.

A intenção é demonstrar a importância das mulheres negras no trabalho de combate à intolerância religiosa e às desigualdades. Foram mapeados terreiros das nações Bantu, Gêge e Nagô, com destaque para o perfil de liderança feminina comum à grande maioria destes espaços religiosos. O catálogo oferecerá um rico material de pesquisa para públicos diversos, a exemplo de pesquisadores, estudantes e cidadãos de um modo geral.

O material terá, ainda, um DVD com imagens e depoimentos sobre a atuação das mulheres na afirmação da identidade racial e empoderamento dentro das casas de axé, assim como e sua relevância nas comunidades em que estão inseridas. A maioria dos exemplares será distribuída gratuitamente em terreiros, bibliotecas, universidades, centros de pesquisa e equipamentos culturais da Bahia. O evento de lançamento encerra as atividades do Março Mulher, que contou com um ciclo de mobilizações acerca da luta das mulheres. A solenidade contará com a presença secretários de Estado, representantes dos povos de santo, atração cultural, entidades do movimento negro, de mulheres, entre outros convidados.

Mulheres de Axé

O catálogo ilustrativo “Mulheres de Axé” é apresentado em capa dura, no tamanho 30×24 cm, fosco com detalhes em gloss, com 360 páginas, em papel couchê 115g, contendo fotos, ilustrações e textos. Oferece ao leitor informações sobre os duzentos terreiros cujas lideranças femininas fazem história. Trabalha a trajetória de vida e superação destas mulheres em seus espaços religiosos e comunidades. O material terá uma tiragem inicial de dois mil exemplares que serão distribuídos a entidades ligadas à garantia de direitos e empoderamento de mulheres, bibliotecas públicas, terreiros pesquisados, às universidades baianas e aos centros de pesquisas da cultura afrodescendente. Em anexo ao catálogo, um DVD especial contendo entrevistas que abordam, inclusive, o tema da intolerância religiosa, que inspirou a criação de lei federal sobre o assunto.