Livro de memórias conta a trajetória do primeiro transhomem operado no Brasil

Sem categoria
24 de outubro de 2011
por Genilson Coutinho

João W. Nery, o primeiro “transhomem” operado no Brasil, se prepara para lançar em novembro o livro autobiográfico “Viagem Solitária”, pela editora LeYa. João nasceu mulher, mas estava aprisionado neste corpo estranho, uma sensação que ele reconheceu desde muito cedo. A cirurgia pioneira foi realizada em 1977, durante a Ditadura Militar, numa época em que as clínicas e hospitais ainda não estavam liberados para este tipo de procedimento. Os médicos que se propunham a realizá-lo eram considerados mutiladores e podiam responder pelo crime de lesão corporal, como foi o caso do médico que operou João, que chegou a ser indiciado por outra cirurgia de mudança de sexo.

Em “Viagem Solitária”, João conta desde sua infância reprimida, a adolescência solitária, as dificuldades amorosas, até a perda de seu diploma de psicologia – que deixou de ter validade com a mudança de sexo. João fala também das dificuldades jurídicas quanto ao seu novo nome, os quatro casamentos e seu maior orgulho: a paternidade.

Veja aqui a entrevista no programa de Di Frente com Gabi