Lideranças LGBT vão concorrer ao título de Rei Momo do Carnaval de Salvador

Comportamento, Social
31 de janeiro de 2018
por Genilson Coutinho

Fabricio Almeida / Foto: Divulgação

A noite desta quarta-feira (31), a partir das 18h, no Clube Fantoches da Euterpe, no Largo Dois de Julho, em Salvador, será de diversão, alegria e disputa, durante a  eleição para escolha do  Rei Momo 2018, que irá comandar a folia baiana. O concurso só ocorrerá após recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA), que não autorizou a permanência do atual Rei Momo, na folia de 2018.

Na disputa, conforme dados do presidente da Federação, Jairo da Mata, 23 pessoas se inscreveram para o concurso, com inscrições recordes, realizada nos dias 27 e 29 de janeiro. O eleito receberá um prêmio de R$10 mil.

Entre os inscritos, duas lideranças LGBT estão na disputa do título: Fabrício Comming, ativista cultural, ator transformista e membro do Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio, e Conselheiro  do Centro Cultural de Plataforma, e Renildo Barbosa, membro do Conselho Tutelar, fundador da Promohomo, que irá tentar mais uma vez o título de dono da festa.

Renildo foi eleito em 2014 e vai disputar o titulo nesta quarta

Diante do curto tempo para o concurso, os candidatos estão na correria para deixar tudo no lugar. Mesmo com a correria, o desejo falou mais alto e mexeu com Fabrício, que irá aproveitar o momento para se divertir, e ao mesmo tempo, chamar a atenção dos governantes e da sociedade para o esquecimento do Carnaval do Subúrbio.

“Sempre fui carnavalesco, desde pequeno minha mãe me fantasiava. Era uma fantasia pra cada dia, e a careta para usar pela manhã. Faço isso tb pra chamar a atenção pro Carnaval do Subúrbio, que era um dos maiores de Salvador, e agora está esquecido”, contou Fabrício.

Quem também não abre mão da folia é Renildo Barbosa, que já passou pela experiência de reinar no maior carnaval do planeta em 2014.

Para Renildo, a maior dificuldade neste momento foi o tempo curto para conseguir toda a estrutura  necessária para o certame : “Tudo está muito rápido e isso dificulta muito, é tudo na hora, e com isso a dificuldade é grande, mas vou não desistir da busca do titulo“, conta Barbosa.

Rei Momo 2017, Alan Nery iria continuar no cargo, mas federação voltou atrás

No time de jurados desta edição, estão confirmados: Paulo Leal, Coordenador Executivo do Carnaval 2018, e Presidente da Associação Baiana de Trios Independentes (ABTI), a jornalista Wanda Chase e Nilton  Ávila Filho, presidente do Sindicato dos Feirantes e Ambulantes da Cidade do Salvador (Sindifeira).