Lésbicas são espancadas por seis homens em Santos, litoral de São Paulo

Notícias
31 de julho de 2018
por Genilson Coutinho

Acapa

Duas lésbicas foram vítimas de violência homofóbica, além de serem roubadas, em um quiosque localizado na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, no último final de semana.

Carolina e Júlia estavam sentadas em um banco do Quiosque Burgman quando os rapazes se aproximaram proferindo palavras de baixo calão, humilhando-as por causa da orientação sexual, chamando-as de “sapatão”, e, ainda, as assediaram gritando palavras como “gostosa”.

Em um relato publicado pelas amigas das vítimas no Twitter, ela contou que o estabelecimento estava cheio de gente, mas “ninguém moveu um dedo” para ajudá-las, inclusive os funcionários do bar.

Através do stories do Instagram, uma das vítimas narrou o acontecido, contando a aproximação dos agressores, até o momento em que sua amiga sacou uma canivete para tentar se defender, mas, de acordo com ela, dado o número superior de homens, “não demorou” muito e a garota “estava no chão”, sendo agredida, “levando chutes, socos, pontapés e puxões de cabelo”.

Por fim, a polícia chegou ao local, elas contam que foram levadas para a delegacia, depois de terem sido revistadas “daquele jeito escroto”. Após falarem com o delegado Marcelo Gonçalves da Silva, de acordo com a denúncia, o mesmo teria se recusado a fazer um boletim de ocorrência por agressão.