Larissa Luz, Xênia, Luedji , Nara Couto, Ellen Oléria e Paula Lima nesta terça (5) no Pelô

Música, No Circuito
5 de março de 2019
por Genilson Coutinho

A união e colaboração entre cantoras que representam as histórias de empoderamento e resistência das mulheres negras será o destaque da noite final do Carnaval do Pelô. Os shows Aya Bass e Lindas Pretas Carnavalizando reúnem, respectivamente, Larissa Luz, Xênia França e Luedji Luna; e Nara Couto, Ellen Oléria e Paula Lima. As apresentações acontecem na terça-feira (05), no palco principal da folia, no Largo do Pelourinho.

As cantoras Larissa Luz, Luedji Luna e Xênia França unem as suas belas e potentes vozes em um projeto inédito que celebra o poder das mulheres negras na música popular baiana, brasileira e internacional. Trata-se do Aya Bass, nome que faz reverência ao termo yorubá Ayabas, que significa mãe rainha e designa às orixás femininas. As três artistas, que se destacam na cena da música brasileira contemporânea, se encontrarão neste carnaval para homenagear o canto de mulheres negras, muitas vezes invisibilizadas no mainstream. A apresentação acontece às 18h.

Expoentes da nova música baiana, as três artistas conquistaram espaço nacionalmente com um discurso e uma estética que abraçam o empoderamento feminino negro. Com os pés fincados nas raízes ancestrais, cada uma traz o arquétipo de uma yabá: Yansã, Oxum e Yemanjá, escolhidas para a narrativa.

A direção musical leva a assinatura de Larissa Luz e a banda é formada por Deise Fatuma e Nanny Santos, na percussão, Zinha Franco, no baixo e Suyá Nascimento, na guitarra e Ênio, na guitarra, programações e produção musical. Timbres modernos, beats dançantes e graves darão o tom das apresentações. Aya Bass quer reverenciar o poder das cantoras negras da Bahia e ressaltar o papel delas na construção de uma cena musical que sempre bateu de frente com o racismo estrutural da sociedade.

Encerrando a última noite de Carnaval no Pelô, as cantoras Ellen Oléria, Nara Couto e Paula Lima apresentam o espetáculo “Lindas e Pretas Carnavalizando”, às 23h, no Largo do Pelourinho. O trio apresentará um repertório especial com releituras carnavalescas de suas próprias composições e de canções de grandes artistas nacionais e internacionais, que vão desde Filho de Rei, de Mateus Aleluia, músico de referência nascido no recôncavo baiano, até Crazy in Love, composta pelo casal pop afroamericano Beyonce e Jay-z.

“É uma honra cantar ao lado de artistas tão respeitadas e que possuem tanto amor pela Bahia em um projeto que dá, sobretudo, visibilidade para nós, mulheres negras, maioria no nosso estado. Para mim, como artista que acompanho há anos os trabalhos desenvolvidos por cantores, produtores, músicos, dançarinos, neste período tão importante que é o carnaval, realizo um sonho em cantar no Pelô”, compartilha a cantora baiana, compositora e bailarina, Nara Couto. E finaliza: “encantaremos a todas as pessoas, lindas e pretas como o eclipse da lua”, conclui parafraseando com trecho de seu primeiro single e sucesso.