Justiça nega pedido de mudança de identidade de transexual

Sem categoria
26 de junho de 2012
por Genilson Coutinho

O Tribunal de Apelação de Rennes, na França, rejeitou nesta segunda-feira o pedido feito por Maria e Wilfrid Avrillon “Chloe”, que aprovaria ou não a mudança de gênero na identidade de  Chloe. A operação de mudança de sexo foi realizada antes do casamento  dos dois franceses, com 15 anos de união e três filhos. Eles já haviam  entrado com pedido semelhante em outubro do ano passado. Uma nova e  última audiência foi marcada para o dia 16 de outubro.

O Tribunal  de Apelação de Rennes manteve a decisão do juiz da cidade de Brest,  segundo o qual, se aprovada a mudança de gênero, Maria e Chloe passariam a constituir uma união  omossexual, atualmente proibida pela lei  francesa. Na primeira audiência, o Ministério Público francês não se  opôs ao pedido do casal e não exigiu o divórcio como pré-requisito para a aprovação, dando esperanças à comunidade gay do país.
– Eles  poderiam adotar filhos e viver como qualquer casal heterossexual, mas a
legislação francesa não permite isso atualmente – disse Emmanuel Ludot,  advogado do casal, que lamentou “uma lei que não aceita a evolução dos costumes da sociedade”.

O advogado também afirmou que negar uma  mudança de gênero a Chloe é “condenar uma mulher a viver como homem até o final de sua vida”. A audiência, marcada para o dia 16 de outubro, é a  última chance de Maria e Wilfrid conseguirem a mudança de identidade do
marido. Com informações do Globo