Justiça manda soltar PMs envolvidos em morte de jovem travesti em SP

Notícias
25 de junho de 2015
por Genilson Coutinho

Laura-de-Vermont-1100-810x391

Os policiais militares presos por suspeita de participação na morte da travesti Laura de Vermont, de 18 anos, foram soltos por volta das 12h desta quarta-feira (24). Os dois foram detidos no último sábado (20) após mentirem sobre o caso. A informação foi divulgada pelo advogado de um dos suspeitos.

A vítima morreu depois de ser espancada na Vila Curuçá, zona leste da capital, na madrugada de sábado. Os policiais teriam mentido em relação a um tiro disparado contra Laura.

Os PMs Ailton de Jesus, de 43 anos, e Diego Clemente Mendes, de 22, tiveram a liberdade provisória concedida pela Justiça durante audiência de custódia. Um dos motivos alegados pelo juiz é de que são réus primários e não causarem risco à ordem pública.

Para sair da prisão, cada policial teve de pagar um salário mínimo. Os dois poderão continuar respondendo o processo em liberdade se obedecerem ao compromisso de permanecerem afastados das testemunhas.

*As informações são do R7.