Juliana Ribeiro faz homenagem a Clementina de Jesus e reúne 30 artistas no palco do Teatro Vila Velha

Música, No Circuito
3 de novembro de 2017
por Genilson Coutinho

A noite do próximo dia 17 de novembro (sexta-feira) será de emoção e reverência a uma artista carioca que teve seu talento reconhecido apenas aos 63 anos, mas cuja contribuição musical fez dela uma das mais relevantes cantoras brasileiras. Prova do legado único do canto ancestral de Clementina de Jesus é a sua força agregadora para, 30 anos após sua morte, reunir 30 artistas no palco do Teatro Vila Velha, em show multicultural de celebração à inesquecível obra e personalidade da cativante Rainha Quelé.

Projeto contemplado no Edital Arte todo Dia da Fundação Gregório de Mattos – Prefeitura de Salvador, o “Tributo a Clementina de Jesus – Ano IV” começa às 19h com a exibição do documentário “Clementina de Jesus – Rainha Quelé”, que tem direção de Werinton Kermes e roteiro de Míriam Cris Carlos, tendo sido premiado na categoria Melhor Filme de Longa Metragem no Festival Internacional de Cinema de Arquivo REcine em 2011.

Em seguida, chega a hora de o palco ser tomado por ritmos como jongos, curimãs, partidos, sambas e batuques, que tanto marcam o repertório da Rainha Ginga – como também era chamada. “São 30 anos da passagem de Clementina e por isso eu quis realizar um evento com a força da coletividade para um tributo a uma obra que vai além do tempo”, comemora a cantora, compositora e historiadora Juliana Ribeiro, que assina a direção artística da noite e também esteve à frente dos outros três eventos de tributo a Clementina em anos passados. O Grupo Botequim mais uma vez participa como banda base.

Se a noite já seria grandiosa por reviver a ternura e talento da velha rainha sorridente, que causou fascínio com seus cânticos de escravos interpretados com o peso ancestral da sua voz, os convidados que lá estarão para cantar com emoção e gratidão a obra de Clementina prometem fazer jus à ocasião, e eles não são poucos.

Juntos e em clima de festa, participarão Aloísio Menezes, Carlos Barros, Claudia Costa, Clécia Queiroz, Edil Pacheco, Gal do Beco, Grupo Barlavento, Grupo Tapuia, Lazzo Matumbi, Lia Chaves, Luciano Bahia, Márcia Short, Marilia Sodré, Mazzo Guimarães, Pali do Trombone e Pedro Morais. Completam o time Portela Açúcar, Rita Braz, Sueli Sodré e Verciah. E como a proposta é de uma noite multicultural, ainda haverá a performance dos poetas Maviael Melo e Juracy Tavares e dos transformistas Ferah Sushine e Rainha Lou Lou. Todos arrebatados e inspirados pela fascinação que sempre causaram as aparições de Clementina.

SERVIÇO:

Tributo a Clementina – Ano IV

Local: Teatro Vila Velha – Av. Sete de Setembro, s/n – Passeio Público, Salvador

Horário: 19h

Ingresso: R$ 20 e R$ 10