Juliana Ribeiro executa Hino Nacional em capela na 10º Parada Gay

Sem categoria
3 de setembro de 2011
por Genilson Coutinho

O Grupo Gay da Bahia (GGB) convidou a cantora  baiana Juliana Ribeiro de formação clássica para fazer a execução em capela do Hino Nacional na abertura da 10º Parada Gay no dia 11 de setembro no alto do trio elétrico no Campo Grande. È tradição desde a primeira edição do evento em 2002 fazer referência á Pátria com a execução do Hino.  Juliana aceitou o convite e expressou o seu contentamento em poder associar o valor artístico do seu trabalho como cantora a causa de combate a homofobia na Bahia.
A execução do Hino Nacional obedece a um cerimonial especifico, porém é facultativo a sua execução na abertura  ou encerramentos de sessões cívicas, nas cerimônias religiosas a que se associe sentido patriótico, bem como para exprimir grande satisfação em ocasiões festivas.  A Parada é um momento cívico da população LGBT na Bahia, apesar de que a cada dia um homossexual é executado no Brasil e os índices de homofobia – ódio aos homossexuais – cada vez se tornam alarmantes, mesmo que pese a falta de uma enérgica política nacional que garanta os direitos dessa população e que promova o fortalecimento das Organizações da sociedade Civil que atuam no combate a homofobia, o GGB sempre executou o Hino Nacional, porque entende que a Parada Gay é um evento cultural e cívico dos homossexuais. “A Parada é um momento de fortalecimento da auto estima de milhares de homossexuais”, acredita Luiz Mott, fundador da entidade na Bahia.

O evento tem previsão de evoluir às 15hs, sendo que a concentração começa a partir das 11h da manhã. É uma realização do Grupo Gay da Bahia (GGB).