Jovem é vítima de homofobia no DF e filma agressão

Redação,
10/02/2014 | 00h02


O jovem Junior Lisboa Gomes, de 19 anos, sofreu com a homofobia dos vizinhos por bastante tempo até que decidiu filmar uma das agressões.
O estudante, que mora no Núcleo Bandeirante, no Distrito Federal, filmou pelo olho mágico o momento em que teve a porta do apartamento pichada chamando-o de “bicha” e “te pego”. Esses foram os dizeres mais “suaves”, digamos assim, segundo Junior. Ele afirma que apagou as frases “mais fortes” para poder compartilhar as imagens no Facebook.
Seu post fez tanto sucesso que a imprensa o descobriu. Junior contou ao jornal “Extra” que a perseguição por uma vizinha de 55 anos e um vizinho de 25 anos começou quando ela o acusou de “colocar uma macumba na porta da sua casa”, o que ele alega que não fez.
Desde então, o rapaz teve sua porta pichada três vezes, recebia mensagens por celular com ameaças e pessoas do outro lado da porta de casa dizendo frases como “Vou te pegar, seu viadinho” e “Deixa eu te mostrar como é bom ser viado”, além de darem detalhes de sua vida pessoal e rotina.
Ele tentou fazer um boletim de ocorrência, mas não teve atenção do delegado. Após o sucesso do post na rede social e com medo dos vizinhos, Junior foi para a casa da mãe no Rio de Janeiro, mas já voltou à Brasília e conseguiu fazer o B.O.


No sábado, 08, o rapaz publicou uma foto com o registro policial dizendo: “Quero parabenizar ao Policial da 11ª DP do DF, o mesmo foi muito educado e prestativo, além de ter me dado muitas orientações e força para seguir adiante com o caso. B.O. foi registrado. Aproveito para agradecer a todos, por toda a solidariedade, força e apoio. Vocês que me fizeram acreditar que sou capaz de mudar essa situação.”

Do paroutudo