Jovem de 23 anos, gay, se suicida por ser abandonado pela família evangélica

Sem categoria
22 de abril de 2013
por Genilson Coutinho


Os bombeiros tiveram um dia tenso em Porto Velho na última sexta-feira 19, por conta da ameaça de suicídio, que acabou concretizada à tarde, de Saulo de Assis Lima, 23 anos, morador do bairro Nacional, na capital, que , pela manhã, subiu numa torre de telefonia e internet no bairro Liberdade e passou parte do dia ameaçando se matar. Ele cumpriu a ameaça à tarde, quando pulou para a morte após se desvencilhar de um dos bombeiros que tentava salvá-lo. O suicida passou pelo menos nove horas na torre. Por volta das 16 horas, se jogou de uma altura de cerca de 70 metros e morreu na hora.
Segundo o Comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Caetano, afirmou que todo o trabalho foi realizado para resguardar a vida do jovem.

“Trabalhamos com todo nosso aparato para cumprir nossa missão que é de resguardar vidas”, afirmou o Coronal Caetano pouco antes de Saulo jogar-se da torre.

“Esse rapaz que se matou, Saulo, foi meu aluno aos 15 anos em 2005, que saudades aluno simples, quieto, porém sempre perguntava a min por que eu era tão grandona? A família dele o expulsou de casa por ser aidético e por ter sido homossexual… Certa vez na estrada de ferro madeira Mamoré ele me disse (2012) que estava cansado de viver e que pedia todos os dias para que Deus o levasse… A família dele evangélica não aceitou sua vida digo rotina e virou as costas para ele… Quem o ajudava era uma amiga que depois foi embora para Calama algo assim que consegui coletar… Descanse em paz. Saulo…”, escreveu a professora Victoria Ângelo Bacon no seu Facebook.

Fonte: Homofobiamata