Joãozinho da Goméia, famoso sacerdote do candomblé é homenageado com selo comemorativo pelo seu centenário

No Circuito
20 de dezembro de 2014
por Genilson Coutinho

caratao

Em comemoração ao centenário de Joãozinho da Goméia, famoso sacerdote do candomblé, o terreiro São Jorge Filho da Goméia, instituição que agrega o Bloco Afro Bankoma, irá lançar na próxima segunda-feira (22), um selo comemorativo. O evento será realizado às 15h na sede do terreiro, no bairro de Portão, em Lauro de Freitas.

Na ocasião será realizado um discurso sobre a importância do homenageado e apresentação do cartão postal.

Joãozinho, nascido em 1914 na cidade de Inhambupe, a 153 quilômetros de Salvador, deixou um importante legado para a cultura afro-brasileira. Foi através da sua persistência e sagacidade que o babalorixá fez com que o candomblé fosse conhecido nacionalmente, a partir da década de 1950.

Negro, de personalidade forte, eternizou-se como referência nas tradições do Candomblé: Angola, Bantu e de Caboclo. Até sua morte, em 1971, ele era o pai-de-santo mais conhecido do país, com fama comparável somente à de Menininha do Gantois.

Serviço
Lançamento do selo comemorativo em homenagem ao centenário de Joãozinho da Goméia
Data: 22 de dezembro (segunda-feira)
Horário: 15h
Local: Terreiro São Jorge (Rua Queira Deus, 78 – Portão, Lauro de Freitas)
Informações: (71) 3369-2085