Jesus travesti: juiz chama Isidório de ‘intolerante’ e nega suspensão

Comportamento, Social
31 de outubro de 2017
por Genilson Coutinho

34636742943-d202070721-b

Bahia.Ba

O juiz Benício Mascarenhas Neto, da 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador, indeferiu o pedido de suspensão do espetáculo “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, que traz como protagonista um Cristo travesti.

A apresentação da peça ocorreu na última sexta-feira (27) no Teatro do ICBA, na Avenida Sete de Setembro, após uma liminar ter impedido de a encenação ser feita no Espaço Cultural Barroquinha, onde estava prevista originalmente.

No pedido, o magistrado disse que “poderia simplesmente afirmar que a liminar está prejudicada”, apesar de que a “decisão não poderia alterar fatos passados”. Ele criticou o pedido impetrado pelo deputado estadual Pastor Sargento Isidório (Avante).

“Em nenhum momento, percebi qualquer ato que pudesse desqualificar Jesus Cristo, ao contrário, faz uma comparação atual do sofrimento deste magnífico homem, com outro de sexualidade diversa da sua, mostrando a incompreensão e a intolerância humana”, afirmou.

Ao completar a sentença, o juiz ainda disse acreditar que “Jesus Cristo esteja acima deste tipo de debate, que nada acrescenta e só traz sofrimento e rejeição a quem é discriminado por sua opção sexual. A intolerância, seja de que tipo for, não ajuda em nada”.