“É inadmissível que uma pessoa sofra qualquer tipo de agressão por ser LGBT”, diz Ivete Sangalo ao Dois Terços

Sala VIP
1 de junho de 2017
por Redação
(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A cantora Ivete Sangalo vai ser a grande atração da San Insland Weeekend, grande evento do Grupo San Sebastian que acontece em Morro de São Paulo, de 2 a 4 de junho, com uma programação de 19 DJ’s nacionais e internacionais e expectativa de receber 4 mil pessoas. Mesmo com toda correria entre um show e outro, a cantora arranjou um tempinho pra bater um papo com o Dois Terços sobre os detalhes do show (que promete ser todo especial), além de temas como preconceito, política e o título de Musa Gay. Confira abaixo a entrevista na íntegra:

Dois Terços: Como principal atração da San Island Weekend, umas das festas gays mais esperadas do ano, você está preparando algo especial?

Ivete Sangalo: Tudo será muito especial neste dia! No repertório, vou levar os grandes clássicos da carreira, que sei que o público que estará lá me acompanha nos shows, no Carnaval, e adora essas canções. E um figurino maravilhoso, feito por Michelly Xis! Vai ser uma delícia essa farra!

DT: Você é uma das cantoras mais amadas e respeitadas pelo público LGBT, principalmente por seu posicionamento em prol dos direitos da comunidade. Como você avalia a situação dos LGBT no Brasil?

IS: Enquanto o respeito não for a condição principal no trato às diferenças, muito teremos a evoluir. É necessário o respeito absoluto para todos! É inadmissível que uma pessoa sofra qualquer tipo de agressão por ser LGBT.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

DT: Como você enxerga a falta de posicionamento de outros artistas diante da situação política que estamos vivendo no Brasil?

IS: Cada artista se posiciona à sua maneira. Uns publicamente, outros engajados em trabalhos sociais, atuando na construção de uma sociedade melhor, mais igualitária, nas suas práticas individuais de vida, na correção, no comprometimento com a lei…

DT: Alguns veículos já lhe deram o título de musa dos LGBT. Você se sente incomodada com esses rótulos?

IS: O respeito é a síntese da nossa relação. Eu acho maravilhoso ser essa musa!

DT: O Festival de Verão já anunciou você como a primeira atração da próxima edição. Como é continuar a ser a única artista que participou de todas as edições?

IS: Imagine aí?! É uma delícia, né? Eu fico honradíssima de fazer parte de forma tão intensa da história desse festival, que é uma marca consolidada em todo o país. Estar em todas as edições, ter esse registro e essa memória, é delicioso. Vamos fazer nossa farra juntos de novo neste ano!