Irmão hétero assume a identidade do irmão gay em nova série

Cinema, Comportamento, Social
11 de setembro de 2014
por Genilson Coutinho

serie

Dia 1 de outubro estreia na internet “O Armário Gêmeo”, com roteiro e direção de Daniel Sena, autor de “Positivos”, série que alcançou mais de 3 milhões de acessos e repercussão nas redes sociais, falando sobre HIV/AIDS. O novo projeto tem cenas gravadas no Rio de Janeiro, Brasília e ainda pretende ter locações no Sul do País. A história parte do encontro de dois irmãos gêmeos que não se conhecem, têm sexualidade distinta e após uma série de fatos, o hétero tem que substituir o irmão gay, assumindo sua identidade.

A trama tem como temas o poliamor (mostrando o cotidiano de dois homens e uma mulher que moram juntos e convivem em harmonia enfrentando o preconceito das pessoas), a discriminação que os gordinhos sofrem por causa do físico e a dificuldade de encontrar um parceiro por causa da ditadura da beleza.

O projeto também tem como um dos cenários uma agência que produz filmes eróticos e mostrará como funciona o sistema da indústria pornográfica no País. A homofobia familiar, partindo da pressão dos pais que não aceitam os filhos gays e relacionamentos virtuais também são temas de “O Armário Gêmeo”.

Com um elenco de 28 atores e produzida pela “Neo Projetos” de forma independente, sem recursos e sem patrocínio, a produção tem pré-estreia marcada para o dia 25 de setembro no Rio de Janeiro, com participação de artistas e o lançamento de outras séries do canal. Além disso, pretende lançar uma campanha social em prol da criminalização da homofobia e de educação familiar para incentivar o diálogo entre pais e filhos.

O primeiro clipe da série lançado recentemente dá uma prévia do que vem por aí. A trilha é composta por musicas de artistas independentes e o projeto aceita doações que ajudam a viabilizar o processo. Doações a partir de R$ 50 são trocadas por camisas artísticas e outros brindes.

Do Mixbrasil