Integrante do CUS defende tese na próxima segunda (dia 4)

Comportamento, Social
30 de março de 2016
por Genilson Coutinho

“Olhares e vozes da escola: elementos para a formação de políticas públicas para o respeito à diversidade sexual e de gênero”. Esse é o título da primeira tese de doutorado a ser defendida por uma integrante do grupo de pesquisa em Cultura e Sexualidade (CUS), Denise Bastos de Araújo, na próxima segunda-feira, dia 4 de abril, às 16h, na sala 303 do PAF IV, no campus de Ondina. A tese foi desenvolvida no Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura).

O trabalho foi orientado por Leandro Colling, coordenador do CUS e professor permanente do Poscultura, e será avaliado pela banca composta por Djalma Thürler, Marilu Dantas, Cláudia Andrade Vieira e Edvaldo Couto.

Para realizar a tese, Denise desenvolveu um método de escuta em quatro escolas públicas, através da exibição de filmes de curta metragem que tratam sobre heterossexualidades, travestilidades, transexualidades, homossexualidades e lesbianidades, para perceber como a comunidade escolar compreende as questões relativas à diversidade sexual e de gênero. Depois disso, com auxílio de uma extensa bibliografia da área, a doutoranda analisou os dados recolhidos no campo e estabeleceu linhas gerais para a elaboração de políticas públicas para o respeito à diversidade sexual e de gênero nas escolas.

“O trabalho de Denise não se contenta em fazer um diagnóstico bem preciso e inovador. Ela vai além e faz proposições políticas, sem com isso propor um manual. Estou muito feliz pela qualidade do trabalho e também porque é a primeira tese de uma integrante do CUS, que foi criado em 2007”, lembra Colling.

A defesa da tese é aberta para qualquer pessoa e não é necessário fazer inscrição.