Infecções Sexualmente Transmissíveis é tema de palestra em Salvador

AIDS em pauta, Comportamento, Social
14 de junho de 2018
por Genilson Coutinho

Com números alarmantes, as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) tem aumentado o número de pessoas contaminadas no Estado da Bahia. De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), desde o primeiro caso notificado em 1984 até junho de 2017, foram registrados 31.923 casos de AIDS; destes, 20.122 (63,0%) do sexo masculino e 11.799 (36,9%) do sexo feminino.

Pensando nisso, e contemplando o Projeto Saúde nas Bibliotecas, a Biblioteca Anísio Teixeira (BAT/Pelourinho), unidade da Fundação Pedro Calmon/Secult-BA, realiza a palestra Infecções Sexualmente Transmissível (ISTs) Prevenção e Tratamento, na próxima sexta-feira (15), às 15h.

Ainda de acordo com a SESAB, nos últimos dez anos (2007-2016), foram registrados 18.600 casos. A taxa de detecção de AIDS apresentou tendência de crescimento. Entre 2007 e 2016, essa taxa passou de 10,7 para 12,4 casos por 100 mil habitantes, apresentando uma média no período de 12,7. Em 2017 foram notificados 953 casos, 641 em homens e 312 em mulheres.

Outra doença que tem crescido bastante no Estado, é a sífilis. Em um período de cinco anos (janeiro de 2013 a dezembro de 2017), foram notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), 24.603 casos de sífilis adquirida em residentes na Bahia. Nesse período, observou-se um incremento de aproximadamente 170% nas notificações, de 2.672 casos notificados em 2013 para 7.271 em 2017.

Em gestantes, foram 11.285 casos notificados nesse mesmo período. A taxa de detecção aumentou de 7,4 casos para cada 1.000 nascidos vivos em 2013 para 13,6 em 2017, ano em que foram notificados 2.701 casos nessa população. Apesar do aumento na detecção de casos de sífilis na gestação, observa-se também um crescimento quanto ao número de notificações de sífilis congênita. Em 2013 foram notificados 843 casos (4,1/1.000 NV) enquanto em 2017, um total de 1.264 (6,4/1.000NV), informa a SESAB.

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), em substituição ao termo Doença Sexualmente Transmissíveis (DST), em alguns casos são silenciosas, contudo a assistente social Daise Regina Pinto Mascarenhas e a enfermeira Taysa Mascarenhas Dantas, explicarão as formas de prevenção e tratamentos adequados para as doenças.

A BAT tem como objetivo apresentar a importância da prevenção, principalmente para pessoas de risco (em situação de rua e de vulnerabilidade). Conforme a diretora da unidade, Laura Galvão, “por ser uma questão de trabalho social, é importante levar esse assunto através desta palestra, porque esclarece e tira as dúvidas das pessoas”, garante Laura.

A SESAB disponibiliza atendimentos para DST/AIDS, nos seguintes locais; Centro Estadual Especializado em Diagnóstico Assistência e Pesquisa (CEDAP), no Garcia, Hospital das Clínicas, Hospital Couto Maia, Hospital Roberto Santos, e em duas unidades do município, na Liberdade e Dendezeiros.

A medicação é entregue nesses mesmos locais. O teste para diagnóstico pode ser feito em unidades da rede básica, município e também no CEDAP. Pacientes com diagnóstico positivo são encaminhados para uma das unidades onde é feito os tratamentos, orienta a SESAB.

Sistema – As bibliotecas públicas integram o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, gerido pela Fundação Pedro Calmon – Secretaria de Cultura do Estado (FPC/SecultBA). O Sistema é composto por seis bibliotecas públicas estaduais localizadas em Salvador, sendo uma delas a Biblioteca de Extensão com duas unidades móveis, uma no município de Itaparica e uma biblioteca virtual especializada na história da Bahia (Biblioteca Virtual Consuelo Pondé). O Sistema também presta assistência técnica para mais de 450 bibliotecas municipais, comunitárias e pontos de leitura, além de cursos de capacitação para os funcionários destas unidades.

Serviço:

Saúde nas Bibliotecas, palestra: Infecção Sexualmente Transmissível (ITSs) Prevenção e Tratamentos
Quem: Daise Regina Pinto Mascarenhas, assistente social e Taysa Mascarenhas Dantas, enfermeira
Onde: Biblioteca Anísio Teixeira (BAT/Pelourinho)
Quando: Sexta-feira (15), às 9h30