Homem posta arma cravejada de arame e diz que serve pra ‘curar gay’

Notícias
10 de abril de 2018
por Genilson Coutinho

Uma foto incentivando o preconceito sexual e a homofobia, postada por um servidor temporário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Acre fez o órgão se manifestasse, na tarde da última  segunda-feira (9).

Em nota, o IBGE repudiou a conduta do servidor e disse que iria verificar a situação para tomar as medidas cabíveis.

Na postagem, o servidor usou a foto de um bastão de beisebol com arame farpado, parecido com a “Lucille”, arma utilizada por Negan, vilão da série The Walking Dead. Na descrição, ele escreveu: “a cura gay existe”.

A foto foi publicada em um grupo fechado do Facebook. Mas, acabou repercutindo na internet. Na terça-feira (10), o servidor falou ao G1 que a postagem não foi feita por ele. Ele acredita que alguém tenha pegado o celular para fazer a “brincadeira”. Também alegou que pode ter tido a conta conta hackeada.

Após publicar a nota de esclarecimento, o IBGE confirmou, na página oficial do órgão no Facebook, que o servidor fez parte do quadro de servidores temporários do IBGE, mas que havia sido desligado desde o último dia 4 de fevereiro.

Veja a nota completa do IBGE:

Recebemos denúncias sobre um post homofóbico e de incitação à violência que teria sido publicado no Facebook por um servidor temporário do IBGE.

A instituição repudia fortemente este tipo de conduta e informa que já está verificando a situação para tomar as medidas cabíveis.

Agradecemos as mensagens que nos alertaram sobre esse comportamento inaceitável.

Em nota, o IBGE repudiou a atitude do ex-funcionário e deixou claro que o mesmo foi desligado do seu quadro de empregados no último dia 04 de fevereiro de 2018.