Hipermercado afasta funcionário que discriminou casal gay por selinho em São Paulo

Comportamento, Social
11 de julho de 2014
por Genilson Coutinho

O selinho de um casal gay dentro do hipermercado Extra, do Shopping Aricanduva, localizado na Zona Leste de São Paulo, se transformou em uma grande confusão na última terça-feira (8).

Um funcionário ficou incomodado com a cena e classificou o ato de carinho do casal como algo “obsceno”, o que o motivou a chamar a seguranças para retirar os jovens do estabelecimento.

“Aqui não é lugar apropriado para vocês se beijarem e ficar abraçando não. Você podem ficar a vontade, desde que não façam nada obsceno”, disparou. “Um selinho? Dois homens deram um selinho. Se fosse uma mulher e um homem não seria obsceno?”, questiona a amiga dos jovens. “Exatamente”, finalizou o funcionário.

Toda abordagem do funcionário foi gravada por um dos amigos que postou o abuso e situação nas redes sociais. O hipermercado divulgou nota sinalizando que o funcionário que não teve o nome divulgado, foi afastado e que estará sujeito a punição, advertência ou treinamento de reciclagem e sensibilização com o tema.

A nota ainda afirma que “qualquer ato discriminatório de funcionário em loja, se realizado, não condiz com a opinião da rede. E está em total desacordo com o Código de Conduta da Companhia, documento que orienta o padrão de comportamento exigido de seus colaboradores”.

Assista ao vídeo: