Hell & Heaven recebeu mais de 1500 gays em sua 3ª edição

Sem categoria
7 de novembro de 2011
por Genilson Coutinho

A terceira edição do Hell & Heaven provou sua credibilidade atraindo um grande público em solo baiano durante os cinco dias do festival que transformou a Costa do Sauípe no paraíso da beleza masculina e da música eletrônica.

O clima frio não ajudou muito, o sol não apareceu nos dias do festival, pelo contrário, chuva nos dois primeiros dias, mas no final de semana o tempo melhorou e raios de luz chegaram timidamente a sair entre as nuvens. Mesmo assim, nada mudou a animação da galera que foi curtir o evento.

Paulistas, cariocas, santistas e baianos marcaram presença e deram o tom da festa juntamente com outros turistas dos diversos estados do Brasil que se prepararam para o aguardado festival que chega a sua 3ª edição com muita força e potencial para outras edições na Bahia.

Final de semana

No sábado 4 , penúltimo dia festival foi de pool party e ferveção para os mais de 1500 participantes da festa que aproveitaram cada momento como se fosse o primeiro em uma mistura instigante de corpos sarados e muita diversão nos arredores das piscina onde a ordem foi ninguém ficar parado .

A turma se vestiu de branco para curtir a White Pool party e paquerar em uma vibe muito positiva com direito a um tom clássico do violino acompanhado da partida eletrônica dos dj’s Guga Rahner de São Paulo , Oren Nizri do Usa e Miguel Lara da Espanha ,que deixou muita gente de boca aberta face a cumplicidade do violino com o universo eletrônico.

Além do som do violino o público ficou louco com a desempenho dos belos rapazes acrobatas que arrasaram sobre as cordas na frente do palco mostrando suas habilidades e despertando o imaginário nos meninos pela beleza e sincronia da dupla.

Outra atração que também chamou a atenção da turma foi a presença dos modelos da famosa produtora de filmes pornôs Bel Ami. O trio que já havia arrasando em uma das noites do festival, com apresentações onde eles dançaram e se pegaram, aproveitaram muito a festa distribuíndo sorrisos, pousando para fotos e se exibindo bastante com seus corpos e olhares, provocando a galera.

Depois do agito na piscina a galera deu uma pausa para recargar as energia para a última festa da noite de sábado a La Grand Party Café Olè sobe o comando de um time dos melhores Dj’’ da atualidade dentro e fora do Brasil que não deixaram a peteca cair botando o povo pra dançar até o nascer do sol.

A última noite também foi de gente nova no pedaço pois a comunidade gay de Salvador que não comprou o pacote do festival compareceu para a última noite da festa. A noite estava fria mas não apagou o fogo da multidão que não tiveram medo em ousar nos trajes de verão marcado pelas bermudas acima do joelho e muita camiseta em gola V destilando sensualidade.

O festival se encerrou na manhã de domingo com a festa da Lili.

Veja a galeria aqui