Heavy Baile faz festa na laje com Tati Quebra Barraco e Lia Clark em clipe gravado na Cidade de Deus

Música
1 de dezembro de 2017
por Redação
BERRO video music by Heavy Baile feat Tati Quebra Barraco & Lia Clark - shot in City of God favela, Rio de Janeiro 2017. Making of & Stills photo © Vincent Rosenblatt

(Foto: Vincent Rosenblatt)

Tati Quebra Barraco e Lia Clark são as MCs convidadas da nova faixa do Heavy Baile, “Berro”, que teve clipe gravado em uma laje na Cidade de Deus. “A ideia do clipe é uma festa na laje da Tati que vai até a noite, com um clima pra cima, sol, cerveja, piscina, muito close e dança”, explica uma das diretoras do clipe, Ana Paula Paulino. A faixa faz parte do primeiro disco do Heavy Baile, “Carne De Pescoço”, que será lançado em 2018, pelo selo próprio Heavy Baile Sounds, parceria de Leo Justi com a Ubuntu Produções.

Os figurinos, em cores neon e acessórios com luzes de LED, são assinados por Antonio Schubak, a partir do maiô da Tati Quebra Barraco, criado por ela, que avisa: “quem tá comendo não tá reclamando”. “A gente busca sempre passar uma atitude de libertação e afirmação, seja LGBTQ, negra, feminina ou qualquer individualidade socialmente discriminada”, explica Leo Justi, produtor da música ao lado do DJ Thai. “O DJ Thai, que esse ano entrou no time de DJs residentes do baile, chegou com tudo nessa produção, bem no espírito Heavy Baile de pegar o estilo da favela e misturar a outros universos musicais”, completa Leo.

BERRO video music by Heavy Baile feat Tati Quebra Barraco & Lia Clark - shot in City of God favela, Rio de Janeiro 2017. Making of & Stills photo © Vincent Rosenblatt

(Foto: Vincent Rosenblatt)

Formado no Rio de Janeiro, em 2013, o Heavy Baile faz festas em todo o Brasil e traz uma nova fusão de funk carioca e música eletrônica. Misturando sons eletrônicos com os batidões tradicionais perpetuados pelo funk, resultando em um movimento progressivo de empoderamento musical e cultural da periferia, comandado por Leo Justi, acompanhado por MC Tchelinho, Dj Thai e o time de dançarinos formado por Sabrina Ginga, Ronald Sheick e Neguebites. É tudo sobre transmitir, para um público mais amplo, novas abordagens para a criação musical, explorando estéticas até agora associadas e restritas a subúrbios urbanos e guetos.

“Sol e chuveirão na laje, cerveja com os amigos, muito funk… Tudo isso faz parte do universo da Tati, uma lenda viva do funk carioca, e achei importante mostrar essa verdade, tanto dela quanto da CDD. Queríamos retratar o lado alegre e pulsante da comunidade que filmes, noticiários e novelas geralmente não mostram. Parte da galera do Heavy Baile também vive nesse contexto e fez muito sentido aproximar os outros integrantes e a Lia para esse universo, berço do baile funk, do passinho e de tanta gente maravilhosa. Esse ritmo contagiante nasceu na favela e precisamos sempre nos lembrar disso, da importância cultural desse movimento pras comunidades e pra música popular brasileira em geral”, afirma Ana Paula.

(Foto: Vincent Rosenblatt)

(Foto: Vincent Rosenblatt)

Viscerais, elétricas, hipnotizantes. Assim são as festas Heavy Baile, que tem movimentado Rio e São Paulo e misturado na pista negros e brancos, asfalto e favela, gays e héteros. Tudo isso ao som de um batidão que parece uma versão aditivada do funk carioca.

Leo Justi é o produtor que está mudando o som do funk carioca e do rap nacional, em trabalhos com MC Carol, Emicida e Rincon Sapiência, além de parcerias internacionais com nomes como M.I.A. e Lil Jon. Carne de Pescoço conta ainda com participações do cantor de reggae Dada Yute e de Tati Zaqui – o fenômeno do funk responsável por versos femininos, sexuais e polêmicos que faz uma participação em Catuaba, faixa que mistura funk com um pouco de arrocha e tecnobrega. C.E.O.N., outro teaser do álbum, traz mais de influência de Miami Bass, o ritmo que originou o funk carioca ainda na década de 80. E o coletivo já lançou também clipe para “Larga o aço”.

O Heavy Baile começou como festa em 2013, justamente na quebrada de onde Tchelinho veio, a Cruzada São Sebastião, no Rio. As primeiras edições eram voltadas para a comunidade. Mesmo depois que o evento cresceu e passou a ocupar algumas das melhores casas do Rio, a preocupação com a favela continuou.

BERRO video music by Heavy Baile feat Tati Quebra Barraco & Lia Clark - shot in City of God favela, Rio de Janeiro 2017. Making of & Stills photo © Vincent Rosenblatt

(Foto: Vincent Rosenblatt)

Lia Clark

Lia Clark é uma drag queen funkeira do litoral de São Paulo. Começou sua carreira como DJ na noite paulistana e ganhou notoriedade em todo território nacional após lançar seu primeiro single, “Trava Trava”, em 2016. Com o gancho do sucesso alcançado pela música, Lia passou a viajar por todo o Brasil, fazendo shows, e em setembro do mesmo ano lançou seu primeiro EP, intitulado “Clark Boom”, com 5 músicas inéditas que mesclam batidas de funk e pop. Lia também investiu em videoclipes bem elaborados e aclamados pela crítica para as faixas: “Trava Trava”, “Clark Boom”, “Chifrudo” com participação de Mulher Pepita e mais de 7 milhões de views, “TOME CUrtindo” com participação de Pabllo Vittar, e “Boquetáxi”.

Atualmente seus vídeos somam mais de 15 milhões de views no YouTube e o seu EP já passa dos 20 milhões de plays. Lia Clark ainda teve uma participação especial no videoclipe da música “Cheguei” da Ludmilla, onde Lia interpreta a melhor amiga da cantora, e no mesmo ano ainda foi convidada para estrelar um editorial de moda para a revista Vogue, como cantora em destaque na cena LGBTQ.

BERRO video music by Heavy Baile feat Tati Quebra Barraco & Lia Clark - shot in City of God favela, Rio de Janeiro 2017. Making of & Stills photo © Vincent Rosenblatt

(Foto: Vincent Rosenblatt)

Tati Quebra Barraco

Com uma carreira badalada e recheada de sucessos, Tati Quebra Barraco tem mais de 20 anos de estrada. A cantora, desde seus 13 anos, sempre soube lutar e quebrar paradigmas sobre o que era ser mulher numa sociedade machista, mesmo sem ter a real noção sobre o significado do feminismo. Foi a primeira funkeira a fazer um tour pelo mundo, quebrado barraco em 44 países. Tati teve 25 mil cópias de DVD’s vendidos. “Boladona”, “Sou Feia Mais tô na moda”, “Fama de putona”, “Dako é bom” e “Vou botar você na pista” são alguns dos seus hits. “Hoje todo mundo é rainha. É muito fácil caminhar numa estrada em que eu construí, dificil é poder manter-se lá, sem precisar de manutenção”, decreta.

Assista ao clipe: