Grupos ultranacionalistas quer processa Madonna na Rússia

Sem categoria
20 de agosto de 2012
por Genilson Coutinho


A justiça russa decidirá antes do fim de semana se aceita um processo contra a cantora americana Madonna, denunciada por ter apoiado os homossexuais durante um show em São Petersburgo, indicou à AFP uma fonte do tribunal. Segundo a fonte, os autores da ação reclamam uma indenização por prejuízo moral.

A denúncia promovida por grupos ultranacionalistas como a Nova Grande Russia foi apresentada contra Madonna e os organizadores do show. A denúncia também assinala que Madonna ofendeu os sentimentos religiosos dos ortodoxos ao difundir imagens de cruzes ortodoxas destruídas.

A promotoria de São Petersburgo indicou, por outra parte, que recebeu 140 denúncias contra Madonna, apresentadas por cidadãos de forma individual. Madonna deu seu apoio aos militantes da causa homossexual durante um show em São Petersburgo, pedindo ao público que mostrasse “seu amor e estima por essa comunidade”.

“A comunidade gay, os homossexuais, têm os mesmos direitos (…) de viver com dignidade, com respeito e amor”, afirmou.

A região de São Petesburgo adotou em fevereiro uma lei que pune penalmente qualquer ato público que promova homossexualidade e pedofilia, em um texto denunciado por ativistas por equiparar gays a pedófilos. Na Rússia, a homossexualidade era considerada um crime até 1993 e uma doença mental até 1999.