Grupo Gay tem nova diretoria em Lauro de Freitas

Sem categoria
12 de fevereiro de 2011
por Genilson Coutinho

Grupo Gay tem nova diretoria em Lauro de Freitas

Por GGB 12/02/2011

Alex, presidente do GGLF

Previsto para começar às 17hs teve inicio apenas às 19hs a posse da nova diretoria do Grupo Gay de Lauro de Freitas na noite de ontem 11 de Fevereiro nas dependências do Clube de Santo Amaro de Ipitanga naquela cidade. O evento teve apresentação dos integrantes da Fanfarra local, seguido com a participação animada do DJ Berg.

A mesa de abertura contou com as presenças de Franklin Silva, ex-presidente da entidade que passou a faixa para Alex Fraga que conduziu como presidente a cerimônia. Vereador Lula Maciel, Leo Kret, Chefe de Gabinete da Prefeita Moema Gramacho Aliomar Eloi, Sub Chefe de Governo Nadigena Miranda, Anaildes Sena do Conselho Tutelar, ex-vereador José Bomfin, diretor do Espaço Cultural da Fundação Cultural da Bahia, jornalista Hamilton Vieira, Antonio Franco, conhecido como Montanha, Jane de Portão e finalmente Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB) e membro fundador e incentivador da entidade em funcionamento desde 2005.

Todos tiveram por protocolo 3minutos de fala, exceto, Cerqueira, Alex e Franklin. Cerqueira relatou da fundação da entidade que foi uma ação gerada pelo projeto Somos da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Travestis, na Bahia coordenado pelo GGB e por Cerqueira, qual capacitou lideranças regionais na elaboração de projetos e fundação de entidades. “É uma alegria saber que algo que agente fez continua dando certo, vida longa ao Grupo”, terminou sua convocando a platéia para gritar em coro “Bichas, unidas, jamais serão vencidas”.

Já Franklin Silva focou um breve relato da sua gestão como presidente da entidade por dois mandatos. “Deixo a presidência com a consciência tranqüila de que fiz o que pude e as condições permitiram fazer no combate a homofobia local”, disse.

Em discurso mais longo Alex o presidente eleito focou sua fala na ênfase em fortalecer valores familiares e virar as atenções do trabalho para o município. O exemplo dado por ele foi o de criação de um premio para ser dados as pessoas da cidade que se expressaram nessa luta. Falou também que o grupo vai realizar mais três eventos, incluindo a Parada Gay já no calendário da cidade, 1 de Dezembro e Dia 17 de combate a homofobia.

Alguns dos participantes questionaram o dia 17 de maio ser comemorado no município como dia de combate. Eles acharam que a data deveria ser lembrada pelo morte do homossexual Ruan, morto na Lagoa do Abaeté. O evento teve o inicio com execução do hino nacional. Clique na foto para ampliar.

Fonte:

GGB

Foto: GGB