Grupo Gay da Bahia lança campanha do Dia dos Pais; assista

Notícias
5 de agosto de 2017
por Genilson Coutinho

O Grupo Gay da Bahia (GGB) lançou nessa tarde de sábado, 5, a campanha “O primeiro Dia dos Pais de César”. A peça, que está sendo veiculada nas redes sociais, mostra o amor de um filho e um pai, um homem trans. Uma história linda e comovente, que deve abrir os olhos da sociedade para ter um olhar sensível para esse grupo familiar.

Reinventar-se, não se deixar ser influenciado pelas influências nefastas da transfobia, LGBTfobias são passos importantes nessa estrada de vida, combater os estigmas e discriminações, lutar pela igualdade e pelo orgulho de si mesmo são desafios diariamente enfrentados por pessoas trans em todo o mundo – em especial no Brasil, país líder mundial em assassinatos de travestis e transexuais.

Por esse motivo, o Grupo Gay da Bahia (GGB), através de campanha criada pela agência Propeg, apresenta um filme inovador de Dia dos Pais, com um homem transgênero, dando um passo à frente para a inclusão dentro do espaço democrático, de cores, sons, imagens e palavras que a propaganda deve ter.

No filme, a cumplicidade entre pai e filho é narrada do ponto de vista da criança. Ao final, surge a revelação de que o pai, Cesar Sant’anna, deu à luz em 2005, quando ainda se chamava Beatriz – e só depois enfrentou o processo de aceitação e transição para o gênero oposto. O ator, que aceitou retratar sua história pessoal na campanha do GGB, afirma que sua participação teve como propósito “inspirar e encorajar outras pessoas que lutam por um mundo de respeito, empoderamento e amor”.

Para o Presidente do Grupo Gay da Bahia, professor Marcelo Cerqueira, “espero que a campanha consiga tocar o coração das pessoas e abrir os seus olhos para que elas possam enxergar e respeitar as novas famílias que existem e são numerosas e que necessitam do amparo legal. É incompreensível, a não ser pela tirania que o Estatuto da Família impõe, que não reconheçam esse tipo de amor familiar”, denuncia o presidente, criticando o fato de que o documento só reconhece famílias formadas por homem e mulher cisgênero.  “O primeiro Dia dos Pais de César” é um passo importante na luta por inclusão e cidadania das novas famílias no amparo da Lei na aplicação da Justiça Social.  “O primeiro Dia dos Pais de César” é um aviso que não vamos ficar parados esperando por migalhas de políticos desmoralizados que querem nos submeter aos seus caprichos indecentes, mantendo as nossas lutas paradas no Congresso Nacional, ou usando a seu prazer como moeda de troca para seus benefícios”.

A Promotora de Justiça Márcia Teixeira, Coordenadora do CAOP de Direitos Humanos do Ministério Público da Bahia parabeniza a campanha “O primeiro Dia dos Pais de César”, e acredita que a forma que o tema foi abordado deve sensibilizar as pessoas para essa família. “Esse filme trata do amor genuíno entre um pai e seu filho. Ele emociona e faz com que eu acredite que a humanidade pode ser curada, quando todos entenderem que o caminho é sempre o amor”, disse a Promotora ao Presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira, e segue: “As pessoas transgêneros precisam ser cuidadas, compreendidas e amadas, para a sua transição ser mais tranquila e respeitada”, conclui a Promotora Marcia Teixeira.

O Grupo Gay da Bahia – GGB, fundado em Salvador, em 1980 pelo professor, hoje presidente de honra, Luiz Mott, 67 anos. A entidade é a mais antiga do gênero em funcionamento na América Latina promovendo os Direitos Civis, Culturais e Humanos dessa população.

Transgêneros

Pessoas transgênero são aquelas que não se identificam com o gênero com o qual nasceram. A partir do momento em que decidem passar pela fase de transição, enfrentam uma verdadeira luta para terem sua identidade admitida e respeitada. Além do risco da violência, elas sofrem a exclusão do mercado de trabalho, além de, em muitos casos, serem incompreendidas e rejeitadas por familiares e amigos. Assista ao filme e se emocione! Compartilhe!