Grupo de mães de Recife pedem fim da violência homofóbica no estado

Sem categoria
27 de dezembro de 2012
por Genilson Coutinho


A violência homofóbica que ganha destaques nos noticiários locais nos últimos meses de 2012 foi um dos motivos do grupo de “Mães pela Igualdade” (que reúne mães cujos filhos foram assassinados por crimes motivados por homofobia) e jovens do Observatório Juvenil dos Direitos Humanos do Recife realizarem um ato no centro do Recife, exatamente na avenida Conde da Boa Vista, para sensibilizar a população a respeito da violência sofrida pelos LGBTs e pedir justiça e punição para os assassinos.
“Não podemos aceitar que nossos filhos e filhas continuem sendo assassinados e que esses crimes não sejam esclarecidos e os criminosos punidos. Também não podemos admitir que a polícia diga que os gays são responsáveis por facilitar os crimes cometidos contra eles. Estamos aqui para tentar mudar a visão do governo e da sociedade para com a comunidade LGBT”, relatou, ao “Diário de Pernambuco”, Eleonora Pereira, integrante do “Mães pela Igualdade” e mãe do produtor cultural José Ricardo Pereira, assassinado em 2010, na capital do Estado.
“O tema ‘Uma noite feliz sem homofobia’ é para alertar as pessoas que podemos ter um Natal feliz se esses crimes forem punidos com o rigor necessário. Esse ato será o último que faremos neste ano, mas teremos muitas outras atividades em 2013 para continuar lutando pelos direitos dos gays”, desabafou Eleonora Pereira.
Este ano em Pernambuco 31 homossexuais foram mortos, de acordo com levantamento realizado pelo Movimento Leões do Norte.