Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT cria bandeira para o Setembro Amarelo

Comportamento, Social
4 de setembro de 2019
por Genilson Coutinho

O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, ONG que organiza a Parada há 24 anos, vai apresentar uma nova versão da tradicional bandeira do movimento LGBTI+: a bandeira do arco-íris amarelo, criada pela agência Propeg. O modelo virá com seis tons da cor que representa a luta contra o suicídio, que entre lésbicas, gays, bissexuais, travestis, trans e pessoas intersexo é cinco vezes maior. A bandeira será estendida na 24ª Parada do Orgulho LGBTI+ Rio, que acontecerá no dia 22 de setembro, às 11h, com concentração no posto 5, em Copacabana, marcando o evento como ponto alto da campanha.

Para Júlio Moreira, diretor sociocultural da entidade, “ela é mais do que uma bandeira. É um incentivo à vida. É o apoio que a comunidade precisa para saber que não está sozinha”.

 O assunto também estará nas redes sociais durante o mês, através do Instagram @bandeiradoarcoirisamarelo, um perfil que traz informações e dicas de prevenção ao suicídio tanto para aqueles que precisam de ajuda quanto para quem deseja ajudar.

 Todos que quiserem fazer parte da campanha, dando força e visibilidade para o tema, podem ajudar postando a bandeira do arco-íris amarelo nas redes sociais junto com as hashtags #SetembroAmarelo e #BandeiraDoArcoIrisAmarelo.

 Sobre a ONG

Fundado em 1993, no Rio de Janeiro, o Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT atua como uma organização não governamental de referência na promoção de autoestima, saúde, cultura, cidadania e direitos humanos da comunidade LGBTI+. A instituição também reúne familiares e simpatizantes para que eles tenham um espaço de referência, de convivência e de troca de informações e experiências.

 Além disso, o Grupo Arco-íris oferece oficinas, ações de prevenção a DSTs/AIDS, seminários e debates, e também realiza diversos eventos. Dentre eles, a Parada do Orgulho LGBTI+ Rio.