: Gratuito: terceira edição do Cordelizando recebe artistas nacionais em Salvador

Arte e Exposições, Literatura, No Circuito
28 de maio de 2018
por Genilson Coutinho

Bráulio Bessa presença confirmada

A cultura popular nordestina será revisitada, em verso e prosa, em mais uma edição do Cordelizando, evento que promove o encontro dos maiores nomes da literatura de Cordel em torno de muito bate papo e música. Em 2018 o evento acontece durante três dias, 07, 08 e 09 de junho, na Caixa Cultural Salvador, com entrada gratuita, limitada à capacidade do espaço.

O multi-instrumentista Rodrigo Sestrem é quem começa a festa na quinta-feira, dia 07. Artista múltiplo, tem canções gravadas por diversos artistas, como Alcione, Roberta Viana e Leo Pinheiro, além de participações no teatro.

Já no dia 08, sexta-feira, dois nomes roubam a cena do Cordel: Antônio Marinho e Clécio Rimas. Neto de Louro do Pajeú, um dos grandes nomes da cantoria brasileira, Antônio Marinho declama deste os três anos, escreve desde os seis, e aos dezesseis escreveu seu primeiro livro, Nascimento. Antônio é também o vocalista do grupo Em Canto e Poesia, onde divide o palco com seus irmãos Greg e Miguel Marinho, atração confirmada no Cordelizando.

Quanto a Clécio Rimas, que é poeta, glosador, rapper, DJ/produtor e arte-educador nas horas vagas, a expectativa está na diversidade proporcionada pelo próprio autor. Sua arte mistura de cordel à embolada, rap e música eletrônica, e isso será percebido na Mesa 02 – Entre o Rap e o Repente.

Cordel em cena – Poesia com rapadura é o nome do novo livro de Bráulio Bessa, atração de sábado, dia 09. Cearense, a relação com os versos começou muito cedo. Bráulio é presença confirmada no programa da Rede Globo Encontro, com Fátima Bernardes, onde apresenta seu olhar poético sobre os mais diversos temas e representa a cultura nordestina.

O sábado do Cordelizando conta ainda com Flávia Wenceslau, vencedora de dois prêmios Caymmi de música (2007 e 2017), Maria Alice Amorim e seu acervo com mais de sete mil títulos de cordel, mediação de Maviael Melo e participação especial de Raimundo Sodré.

Curadoria com quem entende de cordel – O responsável pela curadoria do Cordelizando é o apaixonado pelo repente, Maviael MeloAlém de mediador das mesas, o pernambucano contribui com sua paixão pela arte do cordel e experiência em salas de aula Brasil afora. Conhecido por suas diversas participações em eventos pedagógicos, Maviael já acumula mais de 50 mil cópias da sua obra Cordel Das Águas, distribuídas nas escolas públicas de toda a Bahia.  O autor também recebeu importante prêmios em eventos culturais por todo o país e atua levando o repente aos jovens, valorizando a riqueza cultural do Nordeste e Semiárido do Brasil.

Link com fotos: https://drive.google.com/file/d/1J7ODsgRiUIHUPHxUss1L8XpGyX80y3MT/view?usp=sharing

MAIS INFORMAÇÕES:

O QUÊ: Cordelizando

QUANDO: 07, 08 e 09/06/2018 – (Quinta, Sexta e Sábado)

ONDE: Caixa Cultural Salvador, Rua Carlos Gomes, 57, Centro.

HORÁRIO:

07/06/2018 – a partir das 19:00 horas

08 e 09/06/2018 – a partir das 10:00 horas

CLASSIFICAÇÃO: Livre

ENTRADA: Gratuito, observada a capacidade do espaço.

Estacionamento gratuito ao lado: 07 e 08/06 a partir das 18h e dia 09/06 a partir das 14h.