Gosto de um homem mais rústico, sério, marrento, admite Vagner Lara à JUNIOR

Sem categoria
24 de março de 2014
por Genilson Coutinho

Vagner Lara não esconde que entrou na 14ª edição do Big Brother Brasil, da Globo, para aparecer e deixa isso muito claro. Não fica procurando teses de Antropologia, Sociologia ou Psicologia como motivos para sua entrada e nem tem problema de admitir que queria mesmo era aparecer, ficar famoso. E conseguiu.

Aos 37 anos e com um passado cheio de história, ele conta em entrevista à JUNIOR que está feliz da vida por ter realizado o sonho de deixar de ser “ex-ninguém” para ser ex-BBB. Aqui embaixo tem um pouquinho do que você confere na JUNIOR #59, já nas bancas:

Depois que você saiu da casa chega mais gente pra dar em cima de você?

Muita. Eu estou colecionando pinto no Whatsapp, no Instagram e tudo. O que eu recebo de foto de pinto e bunda é uma beleza, dá para montar um filme pornô, mas eu não estou catando nem gripe. Na balada eu não fico com ninguém porque se eu for ficar agora todo mundo sabe quem sou eu, agora tudo mudou. Se eu for ficar, todo mundo vai tirar foto, vão invadir, então eu prefiro não ficar na balada. Se eu sair da balada com alguém, todo mundo também vai invadir. Então onde é que eu vou encontrar alguém? Só pela internet. Teve fã que foi na porta da minha casa já, descobriu o meu buffet, descobriu o endereço de casa e foi na porta da minha casa. Falou com a minha família que queria trabalhar no buffet, mas chegou arrumado,cheiroso, com uma latinha de cerveja na mão e uma aliança no dedo. Ele era casado. É complicado. Não estou pegando nem vento, estou virgem pós-BBB.

E qual é o seu tipo de homem?

Homem. Eu gosto de loiro, moreno, japonês, alto, baixo. Eu gosto de homem com pegada, eu não gosto de homem muito drag (risos). Gosto de um homem mais rústico, sério, marrento. Na verdade se for escolher eu gosto de moreno, negros. Eu prefiro os negros, eles têm mais pegada, não necessariamente são os mais bem dotados. Porque todo mundo fala que eu gosto de negro por isso, não, nada a ver. Já saí com meia-dúzia de pretão que era gigante e não tinha nada a ver. Gosto de morenos para mais escuro, negros. Não gosto de loiro, branco, não faz meu tipo. Mas é o que eu falei, gosto de homem, depende da conversa, da pessoa.