GGB quer fazer Parada Gay evento de fluxo turístico

Sem categoria
14 de novembro de 2011
por Genilson Coutinho

O Grupo Gay da Bahia (GGB) entidade que promove o evento em Salvador brinca com a lógica revertida da frase do revolucionário Che Guevara “Endurecer sem perder a ternura, jamais” refletindo sobre a necessidade da mudança do conceito do evento de visibilidade massiva dos LGBT e a necessidade de alcançar novos horizontes acredita Marcelo Cerqueira, focando que se trata de uma ação cultural e a cultura é algo que ta em constante movimento e o combate ao preconceito requer um olhar atento a esse fluxo cultural. “Evoluir sem perder a origem e nem as características principais do movimento LGBT” acredita Cerqueira brincando com o paralelo da expressão do Revolucionário Cubano.

De acordo com o GGB as Paradas das capitais além de preservar as origens e objetivos devem também ser uma ação que possa estimular o turismo e com isso o incremento da economia no estado e no município com o aumento da arrecadação municipal e receita pública. Diferente de São Paulo que o evento por si é capaz de gerar  receita impressionante a prefeitura, nas demais capitais do Brasil é importante a realização de atividades culturais de mobilização que estimule o turista visitar a cidade.

Desse ponto de vista o GGB vem trabalhando para poder oferecer um cardápio intenso com uma semana de atividades culturais e de pensamento. A entidade quer iniciar os trabalhos no dia 1 de setembro e seguir até o dia 9 com o ápice que é a 11ª Parada Gay. Haja fôlego para encarar essa programação que inclui seminários, instalações na cidade, peças de teatro, shows, concurso de MR Gay, Miss Bahia Gay, feira cultural e de negócios no centro da cidade. “Todo dia vai ter ação cultural na cidade” diz Cerqueira. O GGB também vai indicar no site da entidade na internet alguns destinos na Região Metropolitana e no Recôncavo para aqueles que gostam de aventura e de conhecer a tradição cultural da Bahia.

Nesse guia de “vale a visita” da entidade constam às cidades de Cachoeira, São Felix, Santo Amaro da Purificação, Porto Seguro, Ilhas de Itaparica e Vera Cruz e Morro de São Paulo. Já no litoral norte, destaque para a praia de Vilas do Atlântico, Buraquinho e Ipitanga em Lauro de Freitas, aventurar-se nos sete caminhos do paraíso de Camaçari e suas belas praias de Guarajuba, Jauá, Busca Vida e Itacimirim. Diversão, cultura e entretenimento não vão faltar para todos os gostos. Ainda de acordo com a entidade a partir de quinta-feira as boates começam a promover diversos eventos musicas.

Ainda na opinião da entidade o feriado nacional de 7 de setembro em 2012 acontece na sexta-feira, o que facilita organizar a viagem com saída no dia 6 uma quinta-feira e permanecer em Salvador até o dia 10 de setembro, segunda-feira. Essa é a opção para aquelas pessoas mais ocupadas. A outra opção e bem melhor é organizar a viagem para saída em 31 de agosto curtir o final de semana, participar das atividades culturais, ou visitar algumas regiões e voltar a Salvador no dia 7 curtir o desfile da independência e a noite cair na farra até sábado em Salvador, capital da alegria. Retorno dia 10 segunda-feira.

Sugestões de dois planos de viagem para sua opção

Plano paetê – Saída da origem em 31 de agosto, sexta-feira com chegada a tarde em Salvador. Permanecer na cidade, visitar, boates, saunas, bares a noite de sexta. Sábado a tarde visitar o Centro Histórico e a noite ferver nas boates. Domingo a tarde curtir a praia do Porto da Barra que tem fluxo até às 21h. De 1 a 6 visitar cidades e vilas na Região Metropolitana, Recôncavo  ou Ilhas de Vera Cruz e Itaparica. Voltar no dia 7 a Salvador, pegar o desfile da independência e ficar até a segunda-feira dia 10.

Plano purpurina – Saída da origem sexta-feira 6 de setembro, chegada no final da manhã. Hospedar-se em um hotel nas imediações do Corredor da Vitória a Barra. Curtir o desfile da independência durante que acontece no centro e ver a passagem das Fanfarras a tarde, algo tipo pré-parada gay e a noite ferver nas varias opções de boates, sábado pela manhã pegar uma praia a tarde visitar o Centro Histórico, atividades culturais da Parada, Feira da Diversidade até as 20hs e o resto da noite, ferver nas casas noturnas. Domingo dia 9 11ª Parada Gay da Bahia, luxo! Retorno dia 10 segunda-feira cantando “Ai, Bahia, Bahia cidade de São salvador” e lógico apaixonado, não somente pela cidade.