Gays assumidos enfrentam 39% mais dificuldade de conseguir emprego, diz pesquisa

Comportamento, Social
6 de agosto de 2014
por Genilson Coutinho

emprego

De acordo com uma nova pesquisa da Anglia Ruskin Univesity, estudiosos conseguiram provar que homossexuais assumidos ou engajados na causa LGBT ainda enfrentam mais dificuldade no momento de conseguir um emprego.

Segundo o Dr. Nick Drydakis, pessoas que demonstram serem LGBT sofrem 39% mais rejeição que pessoas heterossexuais ou cisgênero. O estudo consistiu em enviar 9.062 currículos para seis locais de trabalho diferentes de Cipriota.

Todas as experiências eram idênticas e a única diferença era na seção “Interesses”, em que o candidato colocava ser voluntário para uma Instituição ambiental e, outro, se dizia membro voluntário de uma associação LGBT.

Enquanto a pesquisa aponta que os gays tem 39% menos chance de conseguir um emprego, para as lésbica a rejeição é de 42,7%.

“O que está claro é que as pessoas enfrentam o tratamento tendencioso no processo. E que as empresas estão perdendo potencial talento com essa contratação tendenciosa”, afirma o pesquisador.