Gays agredidos no Carnaval 2014: Circuito Barra -Ondina é o mais violento para comunidade LGBT; veja os números

Sem categoria
3 de março de 2014
por Genilson Coutinho

Dados do  sistema Badauê registrou  no último  domingo 2, 537 ocorrências na 9ª edição do Observatório da Discriminação Racial e LGBT, Violência contra Mulher e Exploração Sexual da Criança e Adolescente.

A temática discriminação racial lidera o índice com 254 registros distribuídos nos focos de intolerância religiosa, racismo institucional e comunicação e mídia. Permanece em sequência a violência contra o público LGBT com 167 ocorrências, sendo este índice apresentado com maior incidência no circuito  Barra- Ondina.

No eixo gênero, 108 ocorrências foram computadas neste segundo boletim do Observatório, com destaque a violência física e sexual contra a mulher. Foram registrados também 8 casos de exploração sexual da criança e adolescente, cujo agressor identificado era do sexo masculino.

O Observatório, coordenado pela Secretaria Municipal da Reparação (Semur), conta com observadores espalhados nos circuitos do carnaval, nos postos de saúde e policial, bem como, na mídia televisiva, impressa e online.