Gayboa: Vem aí a Sexta Edição ; confira a programação

Arte e Exposições, Gastronomia, Música, No Circuito
28 de agosto de 2017
por Genilson Coutinho

Foto: Divulgação

Pelo sexto ano consecutivo, o Gamboa Nova abraça a produção artística sobre gênero e diversidade e mostra a força de seus criadores, no mês das comemorações do Orgulho LGBTQ+ de Salvador. Com cores, formas, sons, gestos e palavras, o objetivo é afirmar cada vez mais a beleza e importância da diferença, celebrando o respeito por todas as formas de expressão. Na programação, música, teatro, cinema e performances de drag queens, entre outras linguagens que somam para a diversidade da comemoração.

O Gamboa Nova é uma entidade apoiada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), com recursos do Fundo de Cultura para o edital de ações continuadas de instituições culturais. Confira abaixo a programação completa do “Setembro é Gayboa”.

CARTAS DE MAREAR – Ilma Nascimento e Patrícia Hita

30/08 – 20h (quarta)

Cantar o mar e a terra através de canções que lhes são muito caras. Por este universo sonoro, as artistas acabam traçando, como nas cartas desenhadas pelos antigos navegadores, os contornos de um belo continente sonoro.

Classificação Livre

CINEGAMBOA – gratuito

Tempo perdido

antes dos espetáculos com autorização prévia das produções (qua a dom)

Clipe do cover da música clássica da banda Legião Urbana, que faz parte da performance

Porra L O UCAS, de Lucas Nascimento com Pedro Sena, desenvolvido pela produtora ORUN.

EXPOSIÇÃO – gratuito

10 anos de Boa Nova

quarta a sab das 16h às 20h e dom das 15h às 17h

Mais um mês para conferir na Galeria Jayme Fygura, foyer do Teatro, as belas imagens que compõem as capas da programação nos últimos 10 anos do projeto Gamboa Nova.

TEATRO – R$20 e R$10 (meia)

Desviante – Teatro da Queda

02, 09, 16, 23 e 30 (sábados), às 20h
03, 17 e 24 (domingos), às 17h

Texto inédito escrito por Daniel Arcades, com direção de Thiago Romero, que tem como inspiração o grupo Dzi Croquettes e o período de ditadura militar no Brasil.

Classificação: 14 anos

Xica – Coletivo das Liliths

13, 14, 20, 21, 27 e 28 (quartas e quintas), às 20h

Mais uma ação artística do grupo que visa ampliar o debate sobre a questão de gênero e a quebra de paradigmas da sexualidade, através da história de Francisco Manicongo, negro africano escravizado, considerado como a primeira travesti não-índia do Brasil.

Classificação: 18 anos

MÚSICA E PERFORMANCE – R$20 e R$10 (meia)

Drag Pride – com apresentação de Nágila GoldStar e Convidadxs

Porra L O UCAS – Lucas Nascimento 

01 e 08 (sextas), às 20h

Construção performática, poética e musical sobre suas descobertas pessoais e artísticas, com o apoio instrumental de Pedro Sena, onde Ney Matogrosso e Cazuza se misturam a Liniker e
Johnny Hooker, trazendo a diversidade e a pegada visceral desta autoficção.

Classificação: 16 anos

Drag Pride – com apresentação de Nágila GoldStar e Convidadxs

15, 22 e 29 (sextas), às 20h

O show, composto por performances e bate-papos, compreende uma celebração da arte DRAG, para o qual serão convidadas artistas que representam diferentes estilos dentro desta cena soteropolitana.

Classificação: 18 anos

Coisa de Viado – Escola Bumbá – GRATUITO

16, 23 e 30 (sábados- antes das apresentações (parte externa do teatro) 

Encenação de Rino Carvalho, com Alex Gurunga, Eugênio Lima, Edivânia de Jesus, Ícaro Oliveira, Marcela Lima e Vitor Carter. Humor e provocação na performance que faz uma chamada sensorial ao público e tira o véu de temas como gênero, transexualidade, homofobia, homoafetividade, invisibilidade de lésbicas e apoio familiar.

Classificação: 12 anos