Fundador do Saladorama destaca importância da Vale do Dendê para a formação de novos empreendedores

Comportamento, Social
17 de abril de 2018
por Genilson Coutinho

Mudar o ecossistema soteropolitano, essa é a proposta da Aceleradora Vale do Dendê ao reunir nos últimos dias 13, 14 e 15 de abril, no Espaço Cultural da Barroquinha, cerca de 30 empreendedores criativos das áreas de moda, gastronomia, artes (música, literatura e audiovisual) e tecnologia.

 Em sua primeira etapa de pré-aceleração, o programa contou com a palestra de abertura do empreendedor social e criador do projeto Saladorama Hamilton Henrique (RJ), e das capacitações ministradas pela especialista em design de interação Samile Sousa, e pela psicóloga Verena Souto.

 “A Vale do Dendê é uma institucionalidade nova, é uma iniciativa inédita no sentindo de que ela não é apenas uma aceleradora. Ela tem a missão de mudar o ecossistema de Salvador, e é uma missão ambiciosa de uma organização que inicia acelerando 30 empresas. Somos um espaço de economia criativa onde optamos por começar acelerando negócios, mas cuidaremos também de clusters locais e regionais, para que elas possam escalar em nível nacional e internacional”, afirma o Professor Hélio Santos, doutor em administração e cofundador do Vale do Dendê.

 Pela primeira vez em Salvador, o fundador do empreendimento Saladorama, Hamilton Henrique, destacou a importância da Vale do Dendê para os novos empreendedores, “É de estrema importância a existência de uma aceleradora como a Vale do Dendê, principalmente pela representatividade que ela traz com os empreendedores atendidos. Se sentir acolhido e identificar neste grupo fontes de referência e inspiração dá uma grande energia para quem está começando. Vida longa para a Vale e fiquem atentos: a revolução vem da comunidade”, destaca Hamilton.

Com o patrocínio da Fundação Itaú Social e da Fundação Alphaville, a Aceleradora selecionou ao todo 30 empreendedores criativos para capacitação e acesso à rede de networking nas áreas de tecnologia, educação e finanças, além de participarem de dinâmicas de pré-aceleração, cursos e eventos como forma de melhorarem sua competitividade no mercado, tornando-os aptos à participação de novas rodadas de aceleração.

 O próximo ciclo de pré-aceleração está marcado para os dias 27, 28 e 29 de abril, com palestra de abertura aberta ao público.

Maiores detalhes sobre o projeto podem ser conferidos no endereço www.valedodende.org

 SAIBA MAIS | EQUIPE VALE DO DENDÊ

 Paulo Rogério Nunes

Publicitário e empreendedor. Cofundador da Vale do Dendê e consultor em diversidade.  Com vasta experiência no estudo sobre mercados multiculturais e inovação social, ele já percorreu 20 países participando de atividades sobre o tema da diversidade. Em 2011, recebeu um prestigioso fellowship profissional da Fulbright na Universidade de Maryland (EUA) para estudar “Jornalismo e Novas Mídias”, onde teve contato com executivos de grupos como Washington Post, New York Times e Bloomberg. Além disso, é palestrante e consultor da Casé Fala, fellow da Ashoka e afiliado ao Berkman Klein Center da Universidade Harvard. Paulo foi um dos 11 líderes escolhidos para um encontro privado, em São Paulo, com o ex-presidente Barack Obama,que logo depois o convidou para fazer a palestra de abertura no primeiro evento internacional da Obama Foundation, em Chicago.

 Ítala Herta

Empreendedora social, palestrante e produtora cultural. Trabalha há mais de 10 anos com projetos de inovação social e cultura para artistas independentes, instituições públicas e privadas do Brasil. É pesquisadora e comunicadora independente da cultura negra e periférica. Ítala é graduada em Comunicação Social com ênfase em Relações Públicas pela UNIFACS/LAUREATE. Em 2015, participou do Laboratório Ibero-americano de Inovação Cidadã (#LABICBR) promovido pela Secretaria Geral Ibero-Americana, em parceria com o Ministério da Cultura, onde desenvolveu metodologias para comunidades marginalizadas do Rio de Janeiro. É associada da SILO – Arte e Latitudes Rurais (https://silo.org.br), organização nacional instalada na zona rural do Rio de Janeiro que atua promovendo o protagonismo feminino e práticas colaborativas.

 Rosenildo Ferreira

Graduado em jornalismo, possui grande experiência na área e foi eleito por três vezes (em 2014, 2015 e 2016) um dos “Mais Admirados Jornalistas Brasileiros”. Em setembro de 2013, Rosenildo liderou a criação do Projeto Colaborativo 1 Papo Reto, uma plataforma de mídia dedicada à promoção do debate da sustentabilidade e do empreendedorismo. Além de gerir a startup e escrever artigos e reportagens para o portal 1 Papo Reto (www.paporeto.net.br), ele assina a coluna “Empreendedorismo Sustentável” no site da revista IstoÉ DINHEIRO. Na área social, integra o Conselho Consultivo da Afrobras, de SP, mantenedora da Faculdade Zumbi dos Palmares. Consultor de projetos de diversidade racial em empresas, ele é autor do livro “Histórias Inspiradoras – conheça 50 empreendedores sustentáveis que fazem do mundo um lugar melhor” (2015). Possui especialização em “Gestão da Comunicação e Marketing Digital” (FAAP-SP, 2017) e cursa, no sistema de EaD, o MBA “O Jornalista da Era Digital como Agente e Lí­der de  Transformação Social”, na Faculdade Tecnológica de Monterrey (México).

 Hélio Santos

Doutor em Administração (Faculdade de Economia e Administração da USP) (1989). Mestre em Finanças (Faculdade de Economia e Administração da USP) (1980). Graduado em Administração de Empresas (FAMCE) (1970). Consultor da Pesquisa “Perfil Social, Racial e de Gênero das 500 maiores empresas do Brasil e suas Ações Afirmativas”. Palestrante e consultor na área de gestão da diversidade (inclusão de mulheres, negros e pessoas com deficiência no mundo corporativo). Autor do livro “A busca de um caminho para o Brasil: a trilha do círculo vicioso”, ensaio que explicita o vínculo entre desenvolvimento e inclusão sociorracial. Diretor-Presidente do Instituto Brasileiro da Diversidade – IBD e Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Baobá para a Equidade Racial. Atuou como Consultor na área de Gestão da Diversidade para diversas organizações como Banco Real, Itaú-Unibanco, CPFL, Grupo Abril, Fundação Ford, Fundação Kellogg, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura de Campinas, Prefeitura de Salvador, entres outras.

SAIBA MAIS | EMPRESAS ENVOLVIDAS

Fundação Itaú Social

A Fundação Itaú Social desenvolve, implementa e compartilha tecnologias sociais para contribuir com a melhoria da educação pública brasileira. Sua forma de atuação está fundamentada na realização de programas próprios, na oferta de fomento a iniciativas realizadas por outras organizações do terceiro setor (organizações da sociedade civil, coletivos e outros institutos e fundações empresariais) e no desenvolvimento de pesquisas sobre práticas educacionais e políticas públicas em vigor.

Fundação Alphaville

A Fundação Alphaville é uma organização sem fins lucrativos, caracterizada como OSCIP, e por meio de metodologia própria de trabalho age para promover a autonomia, a cooperação e a liderança participativa nas comunidades com as quais atua. Em 17 anos de atuação, já realizou mais de 210 projetos em 23 estados pelo país, beneficiando diretamente a mais de 400 mil pessoas.

Endless

A Endless Computers é uma empresa do Vale do Silício que nasceu com um pé no Brasil e a missão de levar tecnologia para mais de 3 bilhões de pessoas que ainda estão à margem da sociedade da tecnologia e informação. Após pesquisas de campo em zonas rurais e periferia do Rio de Janeiro, a Endless desenvolveu um sistema operacional extremamente simples de usar e que vem com uma plataforma de conteúdos gratuitos acessíveis mesmo sem internet. São mais de duzentos aplicativos, incluindo uma enciclopédia com 80 mil artigos, games educativos e que ensinam programação, editor de texto e outras ferramentas multimídia. Contamos com a parceria com o Vale do Dendê para levar tecnologia para quem precisa, mesmo em regiões de acesso limitado à internet.