“Fui perseguido e ameaçado de morte”, diz André Gonçalves sobre viver personagem gay

Notícias
26 de abril de 2018
por Genilson Coutinho

Novo contratado da Record, o ator André Gonçalves foi o convidado do Programa do Porchat da última segunda-feira, 23. No programa apresentado por  Fábio Porchat, Golçalves recordou os mais importantes  personagens vividos na  Globo, em especial Sandrinho  um homossexual.

Na trama  “A Próxima Vítima” (1995), o ator deu vida a  um dos personagens gays mais lembrado da televisão brasileira, porém  isso acabou lhe rendendo ameaçadas de morte.

“Passei maus bocados por ter feito o Sandrinho. Apanhei, fui perseguido, tomei ovada. Não foi só esse episódio. Tive que andar com segurança por três meses, fui ameaçado de morte, perseguido por um grupo do bairro que eu morava”, conta.

Em 2011, na novela Morde e Assopra, ele voltou a reencarnar outro gay, dessa vez, Áureo.

Sobre os personagens, André conta que os dois “ajudaram a desmistificar esses dilemas, abrir a cabeça das pessoas, apesar de a gente ter retrocedido bastante em termos de violência contra a liberdade do outro”, afirma.