Fórum Baiano LGBT apóia a greve dos professores estaduais

Sem categoria
9 de junho de 2012
por Genilson Coutinho

Quando um educador se depara com uma pergunta dessa o que fazer?

Negar ou admitir? Falar para a diretora ou mudar de assunto?

O Fórum Baiano LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) é uma entidade estadual que reúne mais de 45 grupos de todo o estado que lutam por direitos humanos e pela livre orientação sexual e identidade de gênero.

Temos acompanhado com preocupação o desenrolar da greve dos Professores do Estado da Bahia e o posicionamento combativo desta categoria para que o Piso Salarial Profissional Nacional seja pago conforme a legislação vigente.

É triste constatar que a atual administração da SEC deixou de lado a capacitação profissional dos Educadores, especialmente para com a questão da Diversidade Sexual na Escola. Com a saída de Adeum Sauer e advento de Osvaldo Barreto, a questão LGBT foi jogada para debaixo do tapete, o reflexo deste descaso demonstra-se nas atitudes preconceituosas e homofóbicas que os estudantes, professores e funcionários LGBT sofrem todos os dias no ambiente escolar.

Homofobia é o ódio, raiva, medo, nojo, aversão à pessoas que são homossexuais. Esse tipo de preconceito tem raízes no patriarcalismo e consome toda esta sociedade machista que até hoje oprime as diferenças e impõe a heterossexualidade como a única maneira de amar legítima e saudável. O resultado disso é que a estudante Travesti sai da Escola, a professora Lésbica é humilhada e o professor Gay tranca-se no armário do medo.

 

A homofobia existe porque o tema da sexualidade humana ainda é tabu na Escola, na sala dos Professores, nas DIRECs, na família, na sociedade. Os professores e professoras do Estado da Bahia não são assexuados(as), os estudantes e pais precisam conhecer o Kit Escola Sem Homofobia produzido pelo MEC, o Governo Jaques Wagner precisa criar um plano permanente de combate à homofobia nas Escolas que envolva toda comunidade.

Desta forma, convidamos a todas e todos para conhecer mais a nossa entidade e nos colocamos à disposição da categoria para discutir a temática LGBT na Educação do Estado da Bahia.