“Fique Sabendo” realiza mais de 1.700 testes durante os congressos e fóruns de prevenção em SP

Sem categoria
1 de setembro de 2012
por Genilson Coutinho


ação voltada ao diagnóstico precoce ofereceu testagem e início de tratamento para sífilis. Exatos 438 participantes do IX Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e Aids, II Congresso Brasileiro de Prevenção das Hepatites Virais, VI Fórum Latino-americano e do Caribe em HIV/Aids e DST e o V Fórum Comunitário Latino-americano e do Caribe em HIV/Aids e DST, que aconteceram de 28 a 31 de agosto, em São Paulo, realizaram 1.739 testes para diagnóstico de HIV, hepatites B e C e sífilis durante o evento.
O “Fique Sabendo” atua em duas frentes: em Unidades Básicas de Saúde, Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) e ambulatórios ou em locais como praças, feiras e eventos específicos. Além da realização de testes rápidos, distribui insumos para prevenção, como camisinhas, gel lubrificante e material informativo sobre HIV/aids, DST e hepatites virais.
Segundo o diretor adjunto do Departamento Nacional de DST-Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Eduardo Barbosa, “o diagnóstico precoce é importantíssimo para quebrar a cadeia de transmissão do HIV e promover o acompanhamento do paciente, evitando o desenvolvimento de aids e outras coinfecções. É um direito de todas as pessoas saberem seu estado sorológico”, disse.
Ao lado do stand do “Fique Sabendo”, os gestores de saúde presentes no evento contaram com um espaço onde foram realizadas várias oficinas. As capacitações mostraram sugestões de como ampliar o diagnóstico oportuno e evitar que a pessoa demore a acompanhar sua condição sorológica. As oficinas ensinaram também como montar a estratégia do Fique Sabendo nos municípios e como conciliar cuidado integral a outras áreas de atenção à saúde, como saúde mental e reprodução assistida. Adesão ao tratamento e cuidados físicos de quem vive com HIV/aids fizeram parte das discussões transversais do Espaço Gestor.
Testes realizados durante os eventos de prevenção em São Paulo (SP):
429 testes para HIV-Aids
436 testes para hepatite B
438 testes para hepatite C
436 testes para sífilis.