Fique de olho! Governo lança ações do carnaval social

Comportamento, Social
17 de fevereiro de 2017
por Genilson Coutinho

Foto: Ana Paula Bispo/ Ascom SJDHDS

Com foco no combate à exploração sexual, trabalho infantil e violência contra LGBT, o Governo do Estado lançou na última , quarta-feira (15), as ações sociais para o carnaval. Em evento coordenado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social – SJDHS, no foyer do Teatro Castro Alves, a imprensa e a sociedade tomaram conhecimento das diversas ações que serão feitas pelo Estado no enfrentamento às violação de direitos humanos, através da campanha Fique de Olho! Denuncie a exploração sexual e o trabalho infantil – Disque 100.
Madrinha da ação social, a cantora Daniela Mercury pediu uma mudança na postura da sociedade no combate às violações. “Como mãe e embaixadora do UNICEF há mais de duas décadas, quero fazer um apelo aqui. O carnaval de Salvador é uma festa única e incrível, a maior festa popular do mundo! Apesar disso, ocorrem muitas violações de direitos de crianças e adolescentes, todos os anos. A exploração sexual e o trabalho infantil são as mais frequentes. Por isso, é tão importante fazer uma campanha como a ‘Fique de Olho'”, destacou Daniela. “Apenas 10% dos casos são denunciados e isso tem que mudar. Todos nós temos a obrigação de ficar de olho e de fazer a denúncia anônima. Disque 100 e me ajude a mudar essa realidade”, convocou, através de uma mensagem enviada ao evento.
Titular da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins destacou que  “carnaval não é só alegria, não são só blocos, mas é também o momento de se preocupar com as questões de Direitos Humanos, e também de se preocupar com a inclusão das pessoas”. Para ele, a campanha tem um aspecto fundamental “de que não podemos aceitar que, em uma festa de padrão internacional, nossas crianças continuem sendo submetida a condições de trabalho infantil e violência sexual. Precisamos estar atentos”.

Foto: Rita Tavares/ Ascom SJDHDS

Secretarias parceiras da SJDHDS também detalharam suas ações no evento desta quarta-feira. A secretária de Trabalho, Emprego e Renda, Olivia Santana, destacou a parceria com a SJDHDS na entrega de kits com fardamento, equipamentos de proteção, água e refeição aos catadores de material reciclável. A titular da Sepromi, Fabya Reis, ressaltou a participação no Plantão Integrado, através do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, que prestará assistência jurídica. Secretária de Política para as Mulheres, Julieta Palmeira também participou do evento, onde apresentou o novo conceito da campanha da SPM contra a violência, batizada de “Respeite as Minas”.
Plantão Integrado
Reunindo órgãos de proteção à infância, em funcionamento durante todo o Carnaval, o Plantão Integrado é uma central de acolhimento de casos e de monitoramento de violações de Direitos Humanos, servindo de base para denúncias in loco ou via telefone (3116-0567); além do Disque 100. Instalado no Procon (Rua Carlos Gomes), o Plantão abriga o Observatório  da Violação de Direitos da Criança e do Adolescente, responsável por analisar as ocorrências de violação dos direitos humanos, funcionando 24 horas, de forma totalmente informatizada, através de tablets cedidos pela PLAN, entidade parceira do Estado no carnaval social.
Ainda durante os dias de festa, uma equipe do projeto Adolescente Proteja estará em atuação fiscalizando o trabalho infantil e outras práticas de trabalho degradante, bem como a exploração sexual de crianças e adolescentes. Formada por assistentes sociais, advogados e psicólogos, a equipe atuará nos quatro postos de atendimento especializado da Delegacia do Adolescente Infrator – DAI (na Barra, Ondina, Passeio Público e Piedade) e na própria DAI, em Brotas.