FilteBahia movimenta a cena cultural de 1º a 9 de Setembro

Sem categoria
30 de agosto de 2012
por Genilson Coutinho

Espetáculo La Comida, do Grupo Teatro del Abasto (Argentina)


De 1º a 9 de setembro, Salvador vai sediar a quinta edição do Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia (FilteBahia 2012). Durante o festival, o público poderá conferir 33 espetáculos e 65 apresentações em 14 espaços da cidade – teatros e praças públicas de Salvador – e também em cidades do interior baiano como Ilhéus, Feira de Santana, Santo Amaro e Lauro de Freitas. O Festival, que representa uma iniciativa pioneira na Bahia e no Nordeste, tem como proposta promover as artes cênicas dos países latino-americanos, fortalecer o teatro de grupo, estimular a formação de plateia e flexibilizar o acesso do público ao teatro com ingressos a preços populares. O FilteBahia vai reunir grupos teatrais locais, nacionais e internacionais e pesquisadores de países como México, Colômbia, Chile, Argentina, Bolívia, Espanha, Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra, além de estados brasileiros como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Alagoas e Rio Grande do Sul. Ingressos: R$ 10, 00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) e apresentações gratuitas em praças públicas. Confira a programação completa no site:

Em 2012, também integra a programação do festival a 1ª Mostra Internacional de Teatro Baiano, que pretende dar mais visibilidade às produções locais. “Queremos viabilizar a circulação de espetáculos baianos por outros estados do Brasil e por outras partes do mundo através de festivais, exportando assim a nossa arte e o modo de pensar o teatro brasileiro”, afirma o diretor artístico do Festival, o cubano radicado na Bahia, Luis Alberto Alonso, que divide a organização do evento com o diretor de produção, Rafael Magalhães.
Além da mostra de espetáculos, o FilteBahia promove diversas ações de formação a exemplo do Colóquio Internacional sobre Recepção das Artes, em parceria com o Programa de Pós Graduação em Artes da UFBa, e um Curso de Crítica Teatral, ministrado pelo jornalista cultural Valmir Santos (SP).
Em Salvador, as apresentações teatrais vão acontecer no Teatro Vila Velha (Palco Principal e Cabaré), Teatro Martim Gonçalves, Sala do Coro do TCA, Teatro Moliére, Teatro Gamboa Nova, SESC Pelourinho (Palco e Arena), Espaço Xisto Bahia, Espaço Cultural Barroquinha, Praça Municipal de Salvador, Largo do Cruzeiro de São Francisco, Centro Cultural Ensaio e Casa Preta Espaço de Cultura.
Com organização da Carranca Produções Artísticas e do grupo Oco Teatro Laboratório, o FilteBahia 2012 conta com patrocinio da Caixa Econômica Federal, do IBERESCENA, da Fundação Nacional de Arte (Funarte) e apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia através do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, assim como da Fundação Cultural do Estado e da Secretaria de Cultura de Lauro de Freitas.
Desde janeiro do 2011 o FilteBahia, através da Carranca Produções Artísticas, integra La Red (Rede de Promotores Culturais de América Latina e o Caribe).

1ª Mostra Internacional de Teatro Baiano
A Mostra Internacional de Teatro Baiano representa uma significativa programação de espetáculos locais, uma oportunidade para que a produção teatral baiana seja conhecida por programadores de festivais internacionais que estarão presentes no evento. A proposta do FilteBahia 2012 é viabilizar a exportação do teatro baiano para outros estados do Brasil e outros festivais nacionais e internacionais.

Curso de Crítica Teatral – De 03 a 06 de setembro das 14h às 18h, no Palacete das Artes Museu Rodin Bahia
Curso Prático ministrado por Valmir Santos (São Paulo)

Introduzir a história e o exercício da crítica, além de partilhar ferramentas para análise dos principais elementos constitutivos da cena teatral, segundo procedimentos jornalísticos basilares são alguns dos objetivos do curso. A dramaturgia expandida (corpo, espaço) e a não-representação são algumas das estratégias criativas contemporâneas a contracenar com as tradições do drama cuja força nunca cessa. O curso também propõe investigar uma anatomia do crítico: o sentido do seu trabalho, a vinculação com o objeto de estudo, em que medida colocar-se no lugar do outro. As demandas éticas e ideológicas do ofício desde os primeiros passos da formação e profissionalização da categoria artística, nos anos 1940, até os dias que correm.
O curso prático inclui a rotina de assistir alguns espetáculos nacionais e internacionais, em horários vespertinos ou noturnos, dedicando o final de noite e a manhã seguinte para escrever uma análise dos mesmos. Os textos serão editados pelo ministrante da oficina e postados ao final da tarde no blog do FilteBahia. Não está em jogo a opinião valorativa, mas o exercício da possibilidade de diálogo concreto entre o espectador-crítico e o criador-espetáculo.
Valmir Santos é jornalista cultural desde 1992. Edita o site independente Teatrojornal – Leituras de Cena. Atualmente, colabora com críticas e reportagens para a revista Bravo! e o jornal Valor Econômico. Atuou na Folha de S.Paulo por dez anos. Escreveu históricos de grupos como Parlapatões (SP), Armazém Cia. de Teatro (RJ), Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz (RS) e Grupo XIX de Teatro (SP). Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da USP. Integrou o júri paulista do Prêmio Shell de Teatro (2003-2011). Foi curador do 14º Festival Recife do Teatro Nacional, em 2011.

Colóquio Internacional de Recepção Teatral (de 3 a 7 de setembro, às 9 h, no Teatro Martim Gonçalves)

A partir da necessidade de desenvolver na Bahia um olhar diferenciado para as artes cênicas, incluindo as novas tendências, o FilteBahia 2012 criou, em parceria com o Programa de Pós Graduação em Artes da UFBa, um Colóquio Internacional com a participação de reconhecidos pesquisadores latino-americanos e da Europa para discutir a posição do receptor especializado na hora de analisar o espetáculo teatral. Será o critico atual um espectador que assiste e exerce seu comentário de análise, deixando um amplo caminho de lacunas e desinformações no seu exercício, se convertendo num simples comentarista? Ou ele precisa organizar seu material em função de um conhecimento prévio do processo de elaboração do espetáculo, tendo como principio a multiplicidade de informações e recursos contidos no teatro contemporâneo?
Pesquisadores convidados que vão participar do Colóquio:

– Ileana Diéguez Caballero (Universidade Autônoma de México)
– Barbara Panse (Universidade Livre de Berlim – Alemanha)
– Susanne Fölmer (Universidade Livre de Berlim – Alemanha)
– Jorge Dubatti (Universidade de Buenos Aires – Argentina)
– Beatriz Riszk (Miami Dade College – Estados Unidos)
– Elena Vássina (Universidade de São Paulo)
– Vida Midgelow (Universidade de Northampton – Inglaterra)
– Patrick Campbel (Universidade de Northampton – Inglaterra)
– Magaly Muguercia (Universidade do Chile)
– Rolf Abderhalden (Mapa Teatro Archivo Virtual de Artes Escénicas / Colômbia)
– Cibele Forjaz (Universidade de São Paulo)
– Giuliano Campos (School of Creative Arts, Faculty of Arts, University of Ulster
at Derry / Londonderry, Northern Ireland, UK)

Serviço:
Evento: 5º Festival Latino Americano de Teatro da Bahia (FilteBahia 2012)
Data: 1º a 9 de setembro de 2012
Programação: www.filte.com.br
Ingressos: R$ 10, 00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) e apresentações gratuitas em praças públicas