Filmes Brasileiros a R$ 3 nesta segunda feira (12), na rede Cinemark . Veja a relação dos filmes

Sem categoria
11 de novembro de 2012
por Genilson Coutinho


Um dia inteiramente dedicado ao cinema nacional nas 466 salas dos 58 complexos de cinema da Rede Cinemark. Este é o Projeta Brasil Cinemark, projeto pioneiro criado pela Rede há 13 anos para incentivar as produções brasileiras que, em sua 13ª edição, exibirá o que de melhor foi produzido no cinema nacional entre novembro de 2011 e outubro de 2012.
Na segunda-feira, 12 de novembro, os espectadores poderão assistir a 22 longas-metragens brasileiros, desde aquele filme que já saiu de cartaz até alguns que ainda estão no circuito, ou ainda rever o que mais gostou deste último ano. Tudo isso por apenas R$ 3,00 por ingresso.
As 12 edições do Projeta Brasil Cinemark já atraíram aos cinemas mais de 1,6 milhão de espectadores. Só no último ano, a Cinemark registrou um público de 133 mil pessoas.
A Rede Cinemark reverte toda a renda do Projeta Brasil para programas de incentivo e apoio ao cinema nacional. Com a verba arrecada desde a primeira edição do evento, a Cinemark vem financiando diversos projetos e iniciativas, como os abaixo citados:
Abaixo, a lista completa dos longa-metragens participantes da 13ª edição:
Gonzaga, de pai para filho, de Breno Silveira
À Beira do caminho, de Breno Silveira
Até que a sorte nos separe, de Roberto Santucci
Totalmente inocentes, de Rodrigo Bittencourt
Xingu, de Cao Hamburger
E aí, comeu?, de Felipe Joffily
31 minutos, de Álvaro Díaz e Pedro Peirano
O Diário de Tati, de Mauro Farias
Vou rifar meu coração, de Ana Rieper
E a vida continua, de Paulo Figueiredo
Paraísos artificiais, de Marcos Prado
As Aventuras de Agamenon, o repórter, de Victor Lopes
2 Coelhos, de Afonso Poyart
Billi Pig, de José Eduardo Belmonte
Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca
Reis e Ratos, de Mauro Lima
Corações Sujos, de Vicente Amorim
Soberano 2, de Carlos Nader e Maurício Arruda
Heleno, de José Henrique Fonseca
Tropicália, de Marcelo Machado
Curitiba Zero Grau, de Elói Pires
Luto em luta, de Pedro Serrano