Festival Internacional de Cinema Infantil 2014

Cinema
30 de setembro de 2014
por Genilson Coutinho

Convite_Virtual_Pre-estreia_Salvador (2)

O Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) chega à sua 12ª edição e, dentro do árduo e exíguo mercado cinematográfico infantil, se destaca como a principal mostra do gênero no país. Do começo modesto, o festival já soma hoje 700 filmes exibidos e um público total superior a 1,5 milhão de espectadores. Somente em 2014, a programação reunirá mais de 100 filmes de 24 países, concentrando mais que o dobro de lançamentos do gênero no país em um só evento. Com patrocínio do Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, RioFilme, Oi, Petrobras, BNDES e Outback e apoio cultural do Oi Futuro, os filmes serão exibidos com exclusividade nas salas de cinema da Rede Cinemark, em seis cidades brasileiras, entre curtas, média e longas-metragens, brasileiros e internacionais, mostras especiais, além de oficinas e debates. Com meia-entrada para toda a família, o festival começa no Rio de Janeiro e Niterói (12 a 21 de setembro), segue para Salvador e Aracaju (10 a 19 de outubro), Natal (31 de outubro a 09 de novembro) e São Paulo (07 a 16 de novembro). Abrindo o festival, o Fórum “Pensar a Infância” acontece de 08 a 11 de setembro no Oi Futuro – Flamengo, no Rio de Janeiro.

 

“Um festival tão diverso como o FICI oferece a um público cada vez maior a oportunidade de assistir produções de diferentes estilos e linguagens. Desde o início, em 2003, houve um aumento significativo de interesse na pelo cinema infantil, não só do público como também do ponto de vista da produção. Nos primeiros anos, o festival não contava com estreias nacionais para o público infantil, por exemplo. Há pelo menos seis anos, temos ao menos uma estreia nacional a cada edição”, avalia Carla Camurati, diretora do evento ao lado de Carla Esmeralda.

O Prêmio Brasil de Cinema Infantil, que busca estimular a produção de filmes brasileiros, chega à sua sétima edição com 165 filmes inscritos e exibirá curtas-metragens dirigidos ao público infantil em mostras competitivas, elegendo os melhores curtas de ficção, animação e da Mostra Teen. As etapas semifinal e final da premiação possuem um júri formado exclusivamente por crianças. O resultado será anunciado na abertura do fórum, no dia 8 de setembro.

“Neste ano atingimos o recorde de 165 filmes inscritos para o Prêmio Brasil. Este é o resultado do importante trabalho promovido pelo festival em busca a expansão do mercado nacional, apresentado ao seu público imagens plurais e promovendo o cinema brasileiro da nova geração”, comemora Carla Esmeralda.

O Fórum Pensar a Infância, com o objetivo de debater narrativas e linguagens audiovisuais voltadas para os nossos pequenos, o chega a sua 6° edição. Durante quatro dias, o fórum vai abraçar a reflexão dos variados assuntos que abrangem a infância e o cinema, tratando de linguagens, narrativas e roteiros para crianças, sem deixar de articular e analisar propostas de políticas culturais das três esferas governamentais: federal, estadual e municipal, dirigidas para nossas  crianças.  Serão abordados temas como a arte para a infância, gestão de carreiras de diretores de cinema, intercâmbio de linguagens e a construção de trilhas. A mesa de abertura traz a roteirista e escritora Adriana Falcão, o cineasta Guilherme Fiúza, a educadora Maria Amélia (Péo) da Casa Redonda e Taciana Barros, integrante do grupo Pequeno Cidadão, para debater sobre seus caminhos e experiências, apontando acertos e equívocos no “pensar a infância”. Coaches e produtores estão confirmados para uma conversa sobre a criança em cena: Beta Perez (“Malhação” e “Gabi Estrela”), Luiza Thiré (“O Conselho Tutelar” e “Detetives do Prédio Azul”) e Cibele Santa Cruz (“Tainá” e “Desenrola”) vão discutir os critérios de seleção na hora de escolher atores tão jovens e os limites do trabalho de interpretação. Em parceria com o ComKids, uma homenagem especial será feita ao Castelo Rá Tim Bum, comemorando os 20 anos do programa; a jornalista e produtora Beth Carmona reunirá parte da equipe do programa para falar sobre o seriado brasileiro de maior sucesso na TV.

 

Uma Viagem Extraordinária (Jean-Pierre Jeunet, França/Canadá, 2013), produção inédita no Brasil, será exibida na Pré-estreia Internacional, enquanto a animação brasileira Até que a Sbornia nos separe (Brasil, 2013), dirigido por Otto Guerra e Ennio Torresan Jr., compõe a Pré-estreia Brasil deste ano.

No Programa Internacional, que reúne filmes inéditos especialmente dublados para o FICI, serão exibidas a ficção Pinóquio (Anna Justice, Alemanha, 2013) e as animações O Homem da Lua (Stephan Schesch, França/Irlanda/Alemanha, 2012) e Kiriku, os Homens e as Mulheres (França, 2012), de Michel Ocelot. O francês será homenageado na mostra Mestre da Animação, que além de seu mais recente trabalho, também vai apresentar Kiriku, os Animais Selvagens (2005) e As Aventuras de Azur e Asmar (2006).

Ernest & Célestine (Stéphane Aubier, Vincent Patar e Benjamin Renner, França, 2012), animação de enorme repercussão em vários festivais em todo o mundo, vencedor de diversos prêmios e com indicação ao Oscar e ao Annie Awards em 2014, será exibido na Sessão Telecine de Cinema. Ainda inédito no Brasil, a história é baseada na série de livros belga de Gabrielle Vincent.

 

No FICI, canções brasileiras têm espaço garantido no programa Ritmos do Brasil. As produções têm em comum trilhas e temas que oferecem uma bela amostra de nossa diversidade musical. Ao todo são cinco curtas, integrantes do Prêmio Brasil em edições anteriores,  que vão do chorinho ao rock, do samba ao bolero, passando pelo baião. Outra sessão especial dentro da programação do festival é a Pequenos Que Nem Você, que reúne sete curtas para os pequenos espectadores de 3 a 4 anos.

A ficção Uma Viagem Extraordinária (Jean-Pierre Jeunet, França/Canadá, 2013) integra a sessão O Pequeno Jornalista, que após a exibição promove um debate entre um jornalista convidado e as crianças, que irão escrever e debater sobre o filme em questão. “Além de saber o que as crianças querem ver, se gostam ou não do filme, é também uma oportunidade de conhecer o trabalho do jornalista”, explica Carla Esmeralda.

Um dos programas mais concorridos do FICI, a sessão Dublagem Ao Vivo contará este ano com oito filmes como os holandeses A História do Alce Natalino (Lourens Blok, 2013) e Aprender é Divertido (Barbara Bredero, 2012), os franceses Tom, o Farsante (Manuel Pradal, 2012) e Loulou e o Incrível Segredo (Éric Omond e Grégoire Solotareff, 2013), o finlandês Ella e seus Amigos (Taneli Mustonen, 2012), o dinamarquês Otto e o Rinoceronte (Kenneth Kainz, 2013), o alemão Wickie e o Tesouro dos Deuses (Christian Ditter, 2011) e o americano O Galo Corococó (Pierre Greco, 2014). Enquanto o filme é exibido, a dublagem é feita por profissionais, em tempo real, dentro da sala de exibição, permitindo à plateia acompanhar e conhecer de perto o trabalho dos dubladores.  Outro grande sucesso do FICI é O Pequeno Cientista. Após a sessão, as crianças fazem diversas experiências científicas sobre o tema abordado no filme, orientadas por um cientista. Este ano o filme escolhido é A Marcha dos Pinguins (Luc Jacquet, França, 2004), que fala sobre a saga dos pinguins imperadores que viajam milhares de quilômetros todo inverno pelos desertos de gelo sob as águas da Antártica, em uma heróica batalha pela reprodução e manutenção de sua espécie.

 

No FICI professores e alunos saem da rotina e se divertem juntos, descobrindo o que há de melhor em filmes infanto-juvenis. É A Tela na Sala de Aula, um projeto social destinado a alunos da rede pública de ensino e projetos sociais, que acompanha as atividades do Festival e já beneficiou mais de um milhão de crianças desde sua primeira edição em 2003. São exibidos filmes de diversas nacionalidades, aproximando, assim, as crianças de várias produções e vertentes cinematográficas. O intuito desta programação é oferecer filmes que sirvam ao professor como ferramenta de apoio à educação. Cada filme exibido possui um caderno pedagógico, com sugestões de atividades, criado a partir dos parâmetros curriculares do Ministério da Educação e dividido por segmento escolar (da educação infantil ao ensino médio).

O FICI dá ainda uma segunda chance aos pequenos para conferir grandes sucessos da telona com uma seleção especial nas mostras Se você ainda não viu, que reúne a ficção Guerra dos Botões (Yann Samuell, França, 2011) e as animações Os Croods (Chris Sanders e Kirk De Micco,

Estados Unidos, 2013), Hotel Transilvânia (Genndy Tartakovsky, Estados Unidos, 2012), Meu Malvado Favorito 2 (Chris Renaud e Pierre Coffin, Estados Unidos, 2013), Frozen – Uma Aventura Congelante (Chris Buck e Jennifer Lee, Estados Unidos, 2014)  a co-produção Peru/Argentina Rodência e o Dente da Princesa (David Bisbano, 2012), entre outros. Já no Panorama Brasil, será possível rever as produções História Antes de Uma História (Wilson Lazaretti, Brasil, 2013), Minhocas (Paolo Conti e Arthur Nunes, Brasil/Canadá, 2103) e O menino no Espelho (Guilherme Fiúza Zenha, Brasil, 2013).

Tão importante quanto a criação de um público apreciador de cinema é a formação desse público por meio da vivência da atividade cinematográfica. Pensando nisso, o FICI realiza oficinas de cinema nos saguões dos cinemas das cidades itinerantes, agregando conhecimentos artísticos e técnicas de animação, despertando assim o interesse pelo cinema nas crianças.

A Rede Cinemark no Brasil

Líder no mercado exibidor, a Rede Cinemark representa cerca de 30% do mercado brasileiro de cinema e é maior que seus três principais concorrentes juntos, com 540 salas de cinema em 69 complexos distribuídos por 16 estados e Distrito Federal: Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, São Paulo, Sergipe, Goiás, Santa Catarina, Espírito Santo, Bahia, Amazonas, Tocantins e Pernambuco. É da Rede Cinemark a primeira sala de cinema em 3D da América do Sul, instalada no Shopping Eldorado, em São Paulo, que segue o padrão exigido pelos grandes estúdios americanos. Atualmente, a Rede conta com 321 salas com a tecnologia de projeção digital em 3D no país. Em 2014, a Cinemark trouxe uma nova tecnologia, o D-BOX. As primeiras salas foram inauguradas no Shopping Villa Lobos, em São Paulo, e contam com um recurso que oferece comandos para as poltronas, que se movimentam para simular vibrações, quedas e trepidações. As poltronas D-BOX ainda têm um ajuste individual de velocidade, que permite que o público controle a intensidade dos movimentos. As salas D-BOX já estão presentes em três complexos. A Cinemark também trouxe ao Brasil a tecnologia Extreme Digital Cinema – XD, com telas maiores que as convencionais e uma sonorização ainda mais potente, reunindo o que há de mais moderno em tecnologia 2D e 3D. As salas XD já estão presentes em 30 complexos. A Rede também apresentou a primeira sala vip do país, com serviços como cardápio especialmente criado pela chef Morena Leite, e atendimento diferenciado desde a bilheteria até o serviço de snack bar, que pode ser entregue diretamente na sala. As salas vips Bradesco Prime oferecem também mais conforto com poltronas que seguem o conceito da classe executiva dos voos internacionais. Para usufruir das salas Cinemark em qualquer complexo da Rede, os espectadores podem comprar o ingresso pela Internet, além de contar com os diversos aplicativos de consulta da programação para Windows 8, Windows Phone, Android, iPhone e Blackberry, que fazem parte da plataforma mobile da Cinemark.

Veja a programação completa em: www.fici.com.br

 

SERVIÇO

 

ü  Rio de Janeiro

12 a 21 de Setembro – Somente Sexta, Sábado e Domingo

Sessões de 10h30 às 18h30

Valor do Ingresso: R$8,00 – meia entrada para todos

Venda: Bilheterias do Cinemark ou pela Ingresso.com

 

Cinemark Downtown

Av. das Américas 500 – bloco 17, 2º andar – Shopping Downtown, Barra da Tijuca.

 

Cinemark Botafogo

Praia de Botafogo 400 – Botafogo Praia Shopping.

 

Cinemark Carioca Shopping

Est. Vicente de Carvalho 909, 2º pavimento – Vila Kosmos

 

 

ü  Niterói

12 a 21 de Setembro – Somente Sexta, Sábado e Domingo

Sessões de 10h30 às 18h30

Valor do Ingresso: R$8,00 – meia entrada para todos

 

Cinemark Plaza Shopping

Rua XV de Novembro 8, loja 333 – Centro, Niterói.

 

 

ü  Salvador

De 10 a 19 de outubro – Somente Sexta, Sábado e Domingo

Sessões de 10h30 às 18h30

Valor do Ingresso: R$7,00 – meia entrada para todos
Cinemark Salvador Shopping
Av. Tancredo Neves, 2.915 – loja 3.005 – Caminho das Árvores, Salvador/BA

 

 

ü  Aracaju

10 a 19 de outubro – Somente Sexta, Sábado e Domingo

Sessões de 10h30 às 18h30

Valor do Ingresso: R$7,00 – meia entrada para todos
Cinemark Shopping Jardins
Av. Ministro Geraldo Barreto Sobral, 215 – Jardim, Aracaju/SE
ü  Natal

31 de outubro a 9 de novembro – Somente Sexta, Sábado e Domingo

Sessões de 10h30 às 18h30

Valor do Ingresso: R$7,00 – meia entrada para todos
Cinemark Midway Mall Natal
Av. Bernardo Vieira, 3.775 – Tirol, Natal/RN

 

 

ü  São Paulo

07 a 16 de novembro – Somente Sexta, Sábado e Domingo

Sessões de 10h30 às 18h30

Valor do Ingresso: R$8,00 – meia entrada para todos

 

Cinemark Eldorado

Av. Rebouças 3970 – Shopping Eldorado – Pinheiros