Feirante gay sofre ataque homofóbico em Goiânia

Notícias
21 de fevereiro de 2017
por Genilson Coutinho

Um feirante homossexual foi agredido a socos e pontapés quando chegava para trabalhar em uma feira de Goiânia, no último dia 11.

Segundo relatos ao G1, o homem conta que estacionava o caminhão quando quatro pessoas que lanchavam em uma banca, se incomodaram por ele ter manobrado o veículo perto demais delas.

Dois homens foram tirar satisfação e o agrediram quando notaram que ele é gay. “Foram muitos murros, muitos pontapés em todo meu corpo. Na costela, no peito, na minha cabeça”, contou à publicação. “Só senti o sangue, depois acho que eu desmaiei. Ele disse assim: ‘gente como você tem quem morrer’. Eu já percebi. Ele quis me identificar como gay e como que eu não valesse nada. Como seu eu não fosse gente naquele momento.”

O feirante fez boletim de ocorrência no 1º DP de Goiânia e exame de corpo de delito. “É um crime de homofobia. Eles só fizeram essa agressão brutal contra a vítima porque identificaram que ela era gay”, confirmou o delegado Izaías Pinheiro.

Testemunhas anotaram a placa do carro dos agressores e eles já foram identificados. Eles devem prestar depoimento nesta semana. A vítima ainda não conseguiu retornar àquela feira onde foi agredida.

“Você levantar de madrugada para ir trabalhar e encontrar pessoas para querer te matar a troco de nada, de uma violência banal. Eu peço e quero justiça, para que eles não possam fazer isso com outras pessoas”, disse.