Facebook e Netflix oferecem cirurgia de redesignação sexual a empregados

Notícias
29 de setembro de 2015
por Redação

O Facebook e o Netflix entraram no time das empresas que oferecerem a cirurgia de redesignação sexual para seus empregados.

Uma pesquisa da Human Rights Campaign, maior entidade arco-íris dos Estados Unidos, mostrou que já são 780 as companhias no país que oferecem esse benefício aos funcionários transgêneros.

Segundo a entidade, o número dobrou desde 2012 e há seis anos, em 2009, eram apenas 49 as empresas que tinham essas ações. Algumas das empresas que também oferecem o benefício são Google, eBay, Boeing, Dell e Nike.

Especialista afirmam que a inclusão desse procedimento dentre os benefícios de seguros médicos é mais uma maneira de uma empresa demonstrar sua inclusão, sem ter que se preocupar muito com custo. Embora os procedimentos muitas vezes possam custar cerca de US$ 30.000 nos Estados Unidos, poucos funcionários (possivelmente 1 a cada 15 mil) requerem o benefício.