Fábio Osório Monteiro participa da mostra “Todos os Gêneros” do Itaú Cultural com “Bola de Fogo”

No Circuito, Teatro
19 de agosto de 2020
por Genilson Coutinho

Estreada em 2017, a performance “Bola de Fogo” veio inaugurar um novo momento da carreira de Fábio Osório Monteiro, em que passou a atuar também como baiana de acarajé, devidamente registrada na Associação Nacional das Baianas de Acarajé, Mingau, Receptivo e Similares (ABAM). A criação, que busca relacionar o fato de ele ser um artista atuante na cena contemporânea com a sua necessidade de subsistência diante da instabilidade dos tempos atuais, estará na programação da 7ª edição de “Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade”, do Itaú Cultural, neste ano realizada em formato digital e tematizando a construção de masculinidades. Especialmente registrada para a ocasião em vídeo gravado em uma casa que já foi um terreiro de candomblé no bairro de Itapuã, em Salvador, a obra será exibida no dia 26 de agosto (quarta-feira), às 20h, no site www.itaucultural.org.br.

Ao lado de Osório, está em cena a intérprete de Libras Cintia Santos, em atuação efetiva que torna o vídeo acessível a pessoas surdas. Juntos, eles já se apresentaram em diversos espaços e festivais na Bahia e em outros estados brasileiros, levando esta performance comumente realizada em espaços a céu aberto, onde a circulação seja ampla e o fritar dos acarajés promova um grande banquete ao público no final. Para esta nova configuração em vídeo, algumas adaptações se fizeram para que o clima de acolhimento se mantivesse aos internautas. Na casa, a cozinha virou cenário e o quintal virou palco, numa gravação em take único: um plano-sequência, sem cortes, com direção de fotografia de Larissa Lacerda e codireção artística de Leonardo França.

Fábio Osório é um homem negro, baiano, candomblecista e homossexual. Já foi lavador de carro, já foi professor de educação infantil, já foi guia turístico, já foi cadista, já foi motorista, já foi administrador, já foi babá, já foi ator, já foi produtor premiado, já foi dançarino, já foi intérprete em espetáculos internacionais, já fez participação em novela, já fez sexo com gente muito famosa, mas ainda assim não consegue pagar as contas. É destas identidades e características que escapam do entendimento machista e patriarcal sobre o que é ser homem que vem a escolha por sua presença num evento que pretende problematizar e discutir as diversas formas de se manifestar a masculinidade.

Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade – O Itaú Cultural realiza anualmente uma mostra de artes pautada em torno da cultura e diversidade das identidades, chamada “Todos os Gêneros”. Em 2020, se dará totalmente online, em consonância com a singularidade do momento mundial. O tema desta 7ª edição busca refletir sobre a construção das masculinidades, desdobramentos e intersecções, entre os dias 24 e 30 de agosto, integrando ações virtuais de espetáculos, cenas de teatro, dança e performance, discussões, painéis e uma publicação, em formato e-book, para provocar reflexões e debates sobre o assunto.

Fábio Osório Monteiro – Baiano, baiana de acarajé, também se vira também como ator, dançarino e produtor cultural. Desde 1998, é membro da Dimenti Produções Culturais, ambiente de criação e de produção cultural. Nos últimos mais de 20 anos, tem trabalhado intensamente em obras cênicas junto a artistas como: Jorge Alencar, Marcio Abreu, Dani Lima, Jacyan Castilho, Cristian Duarte, Sheila Ribeiro, Alex Cassal, Denise Stutz, Xavier Le Roy e Tino Seghal. Em 2016, participou da remontagem brasileira do espetáculo “The Show Must Go On”, do diretor e coreógrafo francês Jerome Bel. Dentre os seus trabalhos no audiovisual, fez participações como ator em telenovelas e é protagonista da série televisiva “A Lei do Riso”. Osório é mestre em Dança pelo Programa de Pós-Graduação em Dança da Universidade Federal da Bahia (PPGDança/UFBA), tendo sido graduado em Administração também pela UFBA, o que o possibilita atrelar a sua vida artística e acadêmica à sua atuação como produtor cultural. Em 2016, foi vencedor do Prêmio CBTIJ de Teatro (RJ), na categoria Direção de Produção, por “Shtim Shlim: o sonho de um aprendiz”.

BOLA DE FOGO

Em “Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade” do Itaú Cultural

Criação, direção e atuação: Fábio Osório Monteiro

Codireção: Leonardo França

Colaboração: Jorge Alencar, Neto Machado e Gabriel Pedreira

Tradução e participação em Libras: Cintia Santos

Imagens, som e direção de fotografia: Larissa Lacerda

Produção executiva: Natália Valério

Coordenação de produção: Ellen Mello

Agradecimentos: Adilson Carioca, Antonio dos Santos, Lucas Magalhães, Marcos Santos, Marilsa Regalo, Nicolas de Urquiza, Paula Berbert, Thiago Rodrigues, Samanta Lacerda

Realização: Dimenti Produções Culturais

Quando: 26 de agosto (quarta-feira), às 20h

Onde: www.itaucultural.org.br

Quanto: Gratuito

Duração: 50 minutos

Classificação indicativa: Livre

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.